FINGIDOR? IMPOSSÍVEL

 

FINGIDOR? IMPOSSÍVEL.

Será que o poeta
É mesmo um fingidor?
Talvez seja apenas um ator
Que quando sobe
No palco da poesia
Interpreta sua realidade
Com muita veracidade
Exterioriza sua alma
Expondo sua sensibilidade
Escreve um tema importante
Deixando de ser coadjuvante
Passando a ser protagonista
De seus resumos e escritas
Faz de cada ilusão ou desilusão
Seu aprendizado, sua lição
Mas há em mim uma certeza
Ele compõe com clareza
Toda forma de sentimento
Dependendo do momento
Ele é um sonhador
Poesia é o seu combustível
E dizer que o poeta é um fingidor
É pra mim inadmissível

Sandra Leone.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores Adm

    Bonita inspiração sobre o tema, Sandra

    Aplausos!

  • Espetacular poema, Sandra!

    Parabéns querida. 

    Bjs

  • Muito bela poesia...o poeta é um eterno sonhador

  • Que texto agradável.

    Destaco, noutro tom :  A poesia é o combustível do poeta, que é sonhador... e diz com clareza qualquer sentimento .... dependendo do momento.

    Não é mesmo um fingidor!

    Gostei muito!!!

    • Obrigada Pedro pela observação e o comentário tão carinhoso. Abraços

  • Bela descrição, para mim é um sonhador

    Parabéns!!!

    • Obrigada Terezinha. Bjos

This reply was deleted.
CPP