Posts de Paulo Mauricio G. Silva (97)

QUANDO EU PARTIR...

Desta vida tão severa,
levarei flores, no fim...
Um colar de primavera
no terno cor-de-marfim…

Levarei a luz de cera
a tremeluzir, assim
como a estrela derradeira
que lucilou para mim…

Teu perfume de alfazema.
O teu beijo de rubi.
A oração mais suprema...

Uma lágrima de ti...
E o silêncio de um poema,
que algum dia foi daqui.
 
(Paulo Maurício G Silva)
Saiba mais…

NÓS DOIS

Duas sombras vão seguindo
sob as ramas desfolhadas.
Vão juntas, quase sumindo,
no silêncio das calçadas...

Duas sombras reflorindo,
parecem, quando abraçadas,
as horas  tremeluzindo
como asas prateadas...

Duas sombras amorosas...
Vagamente coroadas
entre pétalas de rosas,

caminhando, enamoradas...
Sublimes... Silenciosas...
Somos nós dois de mãos dadas.

(Paulo Mauricio G. Silva)

Saiba mais…

NÃO ME DEIXES

Não, não me deixes sozinho
em nossa doce novela...
É muito longo o caminho.
E o sol não beira a janela.

É tão doce o nosso ninho.
Como um beijo à luz de vela…
Bebamos o nosso vinho…
A noite ainda é longa e bela.

Não, não me deixes assim,
como se eu fosse acordar...
E o sonho tivesse fim.

E o poema fosse calar.
E te levasse de mim
este raio de luar…

(Paulo Mauricio G. Silva)

Saiba mais…
CPP