Gestores

A lágrima

8263211091?profile=RESIZE_584x

A lágrima

Eu fiz meu café e sentei-me à mesa;
Olhando a fumaça esvair-se no ar.
Caneta e papel me fizeram pensar;
No verso perfeito em lirismo e beleza.
Eu fui desenhando com toda destreza;
Até que nasceu nos meus olhos um rio.
A lágrima quente escorreu e, sem brio,
Caiu, congelou-se na face abatida,
Até se estender sobre o chão dividida,
Deixando-me alheio em total desvario.

Edith Lobato – 11/11/2020

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Gestores

Edith Lobato

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Uau linda poesia

    parabéns pela senssibidade poética...

  • Que lindo!!!!

    Parabéns minha mestra.

    Bjs

  • Gestores

    Lindíssimo, Edith.

  • Belíssimo parabéns poetisa

  • Cara Edith:

    Parabéns pelo sensível poema. Para nos confortar, podemos considerar que as lágrimas, essas nossas companheiras líquidas da emoção, acabam sendo as bátegas da chuva que fertilizam as nossas flores existenciais. Abraço,

    j. a.

  • Gestores

    8199194454?profile=RESIZE_584x

    • Gestores

      Obrigada Safira pela linda arte.

      Saudades!

  • Lindos versos! Adorei!

This reply was deleted.
CPP