Minhas Atividade

J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Fotograma
"Somente um comentário sobre a citação da fala da Mãe Loba, do Mowgli (ela se expressava, como os demais da alcateia, em inglês menos atual, como o da Bíblia): Segundo o Merriam-Webster: "Definition of wilt (Entry 1 of 3): archaic present tense…"
Domingo
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Fotograma
"Amigos:
Meu entretenimento atual é um tanto limitado, coisa que, até, não me amofina (já que cada instante do existir é precioso); mas num dia desses, calhou de eu assistir ao "Mowgli", no PC. Talvez em ato compensatório inconsciente, resolvi…"
Quinta-feira
J. A. Medeiros da Luz posted a blog post
Fotograma por J. A. Medeiros da Luz          — O thou Mowgli — for Mowgli the Frog I will call thee — the time will come when thou wilt hunt Shere Khan as he has hunted thee.              The Jungle Book, por R. Kipling.     Você não se deu conta,…
Quinta-feira
J. A. Medeiros da Luz posted a blog post
Do genoma da fênixPor J. A. Medeiros da Luz Sou como uma daquelas vetustas gárgulasEncarapitadas nas alturas das arquitraves e cornijas,Com a carnadura de mármore escalavradaPelo ácido dos séculos e dos líquens,No congelamento in saecula…
Nov 25
J. A. Medeiros da Luz commented on Edith Lobato's blog post A lágrima
"Cara Edith:
Parabéns pelo sensível poema. Para nos confortar, podemos considerar que as lágrimas, essas nossas companheiras líquidas da emoção, acabam sendo as bátegas da chuva que fertilizam as nossas flores existenciais. Abraço,
j. a."
Nov 25
J. A. Medeiros da Luz commented on Angélica's blog post VERSOS E NOTAS
"Parabéns, cara Angélica, pelo bom cantar das trilhas caminhadas... Bem que a vida pode ser vista como ampulheta em que gotejam, no lugar de grânulos angulosos da sílica do deserto, fluidas notas musicais. Abraço; j. a."
Nov 24
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Holmes & Drummond
"Cara Angélica: agradecido pela gentileza do cartão assim carinhoso. Abraço; j. a ."
Nov 24
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Holmes & Drummond
"Cara Edith:
Obrigado pela amabilidade das palavras. Que meu arroubo interpretativo não macule o eventual mérito dos versos, que é o que deve ser avaliado, e não sua precisão factual. A ficção permite interpretações de coisas que — se não tiverem o…"
Nov 23
J. A. Medeiros da Luz posted a blog post
Holmes e DrummondPor J. A. Medeiros da Luz“Nunca me esquecerei que no meio do caminhotinha uma pedra” — C. Drummond de Andrade. Eis que Holmes desvenda Drummond:Aquela pedra um tanto pertinaz,Atravancando a passagem no caminho,Era como que elementar…
Nov 21
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Aonde foram todos?
"Cara Edith:
Fiquei sensibilizado por haver suscitado, mediante aqueles eventos ocasionais da vida,  o despertar de seu belo poema. Parece-me que fazem parelha filosófica neste mundo um tanto embaralhado. No que tange a minhas motivações pessoais, a…"
Nov 18
J. A. Medeiros da Luz posted a blog post
Aonde foram todos?por J. A. Medeiros da LuzEm solitude de natureza-morta vejo Joguete de luzes e penumbras No volume desta copa, desabitada hoje. Xícaras de borco sobre pires, na bandeja, A um canto do balcão, do aparador, Esperam o tato de mãos…
Nov 13
J. A. Medeiros da Luz commented on MARGARIDA MARIA MADRUGA's blog post LEOMÁRIA MENDES SOBRINHO - In Memoriam
"Pessoas sensíveis (neste mundo via de regra tão áspero), ao se irem, deixam-nos a magia que impregnou suas pegadas, as quais são pétalas na calçada a nos aliviar nossa própria marcha, enquanto seja. Sua etérea presença — sem a âncora limitadora da…"
Out 15
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Mosca-varejeira
"Obrigado, cara Angélica. Este trecho de prosa, contendo jocosas alusões (diretas e indiretas) a uns monstros sagrados da filosofia europeia, acaba por se caracterizar como incipiente meditação acerca da arrogância humana. Nossos mil trezentos e…"
Set 20
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Haicai indianista: Panapaná
"Obrigado pela força, cara Angélica. Lembro-me de, por volta dos 10 anos — portanto, há séculos —, ter visto em Aruanã, às bordas do Araguaia (o Berohokã = "grande rio") essas índias carajás (não seriam tapirapés?) vendendo essas figurinhas.…"
Set 18
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Haicai indianista: Panapaná
"Caro Antônio Domingos: obrigado pelo comentário. Bela é a arte ameríndia, e essas "ritxòkòs" dos carajás não fogem à regra. A bem da verdade etnográfica, creio que minha bonequinha de terracota seja uma cunhantã (donzela) e não uma cunhã (casada),…"
Set 18
J. A. Medeiros da Luz commented on J. A. Medeiros da Luz's blog post Haicai indianista: Panapaná
"Oi Pessoal: resolvi testar uma mesa iluminada (que acabo de fazer com um painel de LED), fotografando um de meus recuerdos em terracota que conservo no balaustre da velha escrivaninha — e agregando à figura um haicai do livreto Folhas ao vento em…"
Set 13
Mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

1) Qual o teu nome completo?

José Aurélio Medeiros da Luz


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

28/02/1957


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Ouro Preto, Estado de Minas Gerais, Brasil


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

"Minicurriculum": Cá desta placa tectônica sul-americana onde se incrusta o Brasil, cabloco goiano, filho de catarinenses e residente nas Alterosas; nascido em 1957, formou-se em engenharia de minas, na Escola de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto. Tem publicado artigos técnicos, capítulos de livros técnicos e livros de poesia.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Margarida Maria Madruga


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

sim


10) Fique ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou de qualquer outro site onde possamos saber mais de você.

http://https://belasartesbelas.ning.com/members/JoseAurelioMedeirosdaLuz


12) Publique neste espaço, um pequeno texto, que considere poético. Pode ser inspirado na hora. Não precisa que seja algo que tenha sido publicado. De certo modo: TODOS somos Poetas!

Arribada

J. A. Medeiros da Luz

 

E lá se vai!

A altivolante garça dos desejos

— Aquele tênue traço de pincel

Em alvaiade luminoso sobre

O azul cerúleo da imensidão —

Vai compassadamente estirando

Seu voo para incógnitas lagunas,

Para além do horizonte dos eventos,

Em rumo às neblinosas madrugadas

Onde se perdem, incomensuráveis,

Aquelas de dedinhos cor-de-rosa,

Rosidígitas — dizem — rododáctilas

Auroras, alvoradas coloridas

Daqueles tão longínquos e perdidos

Dias abarrotados de alegria

De nossos quintalejos infantis

Que por vezes se fazem colossais.

Ouro Preto, 2019.


Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 8582
Recebido:
24 de Fev de 2020
CPP