À minha mãe (In memorian)

Poema dedicado à mae Maria Olívia Valença Leal de Lima que partiu para outra dimensão. Este poema, é a ela dedicado, in memorian. Pelo transcurso de mais um Dia das Mães sem ela.


À minha mãe (In memorian)


A ti, oh mãe que partiste,
Dedico-te hoje, estes versos,
Que a alma saudosa insiste,
Em cantá-los na alma do universo.
As lágrimas que o coração triste,
Não conseguem enxergar o reverso.
A saudade e melancolia constantes
Neste Dia das Mães se agiganta
És aquela que carinhos nos deu
Quando o choro chegava na garganta
E histórias dos livros que sempre nos leu
Vivem na memória, e a alegria é tanta
Das lembranças dos carneiros contando
Que nem os sorrisos dos palhaços do circo
Conseguem abafar a alegria que encanta
Todos nós aqui reunidos, e tua energia captando.


(Alberto Valença Lima, o primogênito)


Há publicados no meu Blog Verdades de um Ser, três outros textos autorais em homenagem às mães e um poema de um bispo chileno chamado Ramon Angel Jara. Caso deseje conhece-los é só clicar nos links abaixo.



Ser mãe (Alberto Valença Lima)

Para minha mãe (Alberto Valença Lima)

Homenagem às mães (Alberto Valença Lima)

Poema Retrato de Mãe ( Ramon Angel Jara)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Belíssima homenagem 

  • Parabéns, poeta, poema magistral, uma ode a este ser divinal chamado: "MÃE"

    Minhas sinceras reverências...

    Abraços, paz e Luz!!!

    • Gratíssimo pelas palavrass amáveis caro poeta. Abraços poéticos e um ótimo domingo.

  • Gestores

    Mãe, imagem que esmaece na memória, mesmo, na impossbilidade da presença... Lindooooooooooo!

    • Gratíssimo pelas palavrass amáveis cara poetisa. Abraços poéticos e um ótimo domingo.

  • This reply was deleted.
This reply was deleted.
CPP