Inspirações

É Revelado O Tesouro

No infnito do horizonte
Bem além, dos montes
Onde mora a calmaria
Que se faz, tão ausente 
Em nossos dias
Aquele mesmo endereço
Onde se encontra o pote de ouro
Bem alí, no final do arco íris
A felicidade se esconde
É revelado o tesouro
Um caminho longo
Entre pedras e espinhos
Onde a fé, é de suma importância
Aquela que move, até mesmo montanhas
Mostra um atalho que te leva ao destino
A vitória almejada
O sabor da conquista
O esforço recompensado
A bonança em sua vida
Belo como, o céu azul
Com aluz do sol, ao dia
Lindo como, o brilho estelar
E o luar da noite
No remanso do imenso mar
Ou nos versos do poema
Expresso, libertos para voar
Sabe aquela calmaria?
Estão presentes nestas linhas
E também em meu pulsar

Everaldo Magalhães


Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Everaldo Magalhães

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP