Esperança

7049484454?profile=RESIZE_710x

Esperança

É olhar o mar com serenidade
É admirá - lo sem cansaço
e visitá - lo cada vez que a saudade
aperta no peito a falta do abraço
dado, na hora da despedida.

É ouvir as ondas, nas pedras bater
Sentir a falta de quem nessas águas
deixou um coração muito sofrer
que nem o tempo enxuga as lágrimas.

É perseverar e não desistir da vida
Vestir a roupa que o seduziu,
rosas silvestres oferecer comovida
com intuição que quem partiu
há de voltar à pessoa querida.

É ouvir um murmúrio solto no ar
como canção triste entoada
É sentir a tristeza do azul mar
dizer lhe que espere...que é muito amada.

Márcia A Mancebo
10/07/20

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Um tom filosófico em seu Belo Poema. Metáforas lindas e rimas maravilhosas e criativas. Mensagem para a nossa inflexão.

    Parabéns Márcia.

    antonio

    • Obrigada Antônio!

      Um abraço

  • Prezada poetisa

    Marcia

    navegamos na vida sempre a deriva,mas o coração não perde, a esperança devida.

    Gostei

    Atenciosamente

    Davi/Guardião do amor

    • Obrigada Davi!

      Um abraço

  • Poema magistral, poetisa amiga, é sempre um deleite viajar na magia de seus versos.

    Sou seu fã.

    Abraços, paz e Luz!!!

     

    • Obrigada, Ilario!

      Um abraço

    • Boa noite, poeta;

       

      Lindo este teu versejar.

      Parabens

      1ab

    • Obrigada amigo.

      Um abraço

This reply was deleted.
CPP