Inspirações

Esqueceram

 

O poeta foi à praça

Saiu sem graça.

Ninguém o viu,

O verso sumiu.

 

Olhou para cima

Procurando uma mina.

Um simples caninho de água,

Mas foi para a Nicarágua.

 

O poeta ficou desolado

Nem mesmo viu alguém do lado.

Saiu sem olhar para trás,

Pensou ser incapaz.

 

Pegou a caneta e o papel

Fez um verso sobre o mel.

Rasgou e o jogou fora.

A inspiração não estava na hora.

 

Esqueceram, sim, do poeta,

Ele pensou ser atleta.

Correr e fazer verso,

É melhor que ser perverso.

 

 

José Carlos de Bom Sucesso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    3632526?profile=RESIZE_710x

  • Gestores

    3630688?profile=RESIZE_710x

  • Show! Poesia cadenciada e bem elaborada no tema. Parabéns

  • Olá José Carlos,

    Lindo estes seus versos criativos.

    A poesia é um nicho nas sociedades. Muitos poucos gostam e lêem.

    Livros também.Assim as sociedades mais são violentas, cruéis e desiguais.

    parabéns

    antonio domingos

This reply was deleted.
CPP