Lembranças

6679873886?profile=RESIZE_710xLembranças

Naquele lugar... não esqueço, ah, fui amada!
Naquela hora te entreguei o coração
Nosso ninho, nossa alcova sagrada
Sem medo confessei minha paixão.

Ali,  meu sentimento pus pra fora.
Em teus braços carinhos nós trocamos.
Queria como queria àquela hora
fotografar o quanto nos amamos.

Tua imagem não sai da minha mente
Tantas primaveras passaram e, eu
ainda lembro teu beijo, teu abraço.

Quem dera hoje tê – lo somente meu
Quem dera estar a teu lado contente
e adormecer toda noite em teu regaço!

Márcia A Mancebo
16/07/20

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Não..perdoe me discordar do amigo Nelson, nunca mas nunca mesmo perdemos a quem amamos , por que isso significaria que o amor é finito e não...o amor vai muito além de corpos de mentes, de nós mesmos...e segue VIVO ao infinito! Teus textos querida amigaMarcia ( me permita chama-la assim) nos mostram o caminho desse sentimento ....obrigado, fica com Deus.

    • Obrigada querido amigo Carlos!

      Um abraço

  • Boa tarde, poeta.

    Triste perder que se ama mas, lembranças boas geram  bons momentos de saudade boas...

    1 ab

    • Obrigada pelo comentário.

      Um abraço

This reply was deleted.
CPP