márcia amancebo soneto (1)

A memória nunca esquece

3654140808?profile=RESIZE_710xA memória nunca esquece

Pela janela vejo a chuva respingar
Vem para a mente a última palavra dita
Naquela hora aos poucos, vi a ilusão vagar
Uma angústia tal fel trouxe uma dor maldita.

Despedida, silêncio… voz enfurecida
O luto veio instalar-se no c

Saiba mais…
CPP