Gestores

No branco do papel

 10136290077?profile=RESIZE_710x

 

No branco do papel

.

Observo o pergaminho à minha frente.

As palavras estão escondidas num recanto qualquer.

O branco do papel me seduz, num convite,

mas estou vazia, nada surge, nada flui.

A pena desenha traços incompreensíveis,

buscando a inspiração, a primeira letra

que traduza toda a emoção contida no íntimo.

Palavras me fogem! Nada acontece, nada se cria!

E fico a observar o coração transpassado

que a pena desenhou.

.

M. A.Oliver

Oficina de Versos Livres - CPP

Votos 0
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Gestores

Angélica

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Um Belo poema... de inspiradora ternura.
    Gostei Angélica:
    Fraterno abraço... D''Aquém-Mar

  • Gestores

    Edith querida, muito obrigada pelo belíssimo card!

  • MUITO LINDA ANGELICA JA TIVE ESTES MOMENTOS NADA SAI RSS

  • Beleza pura 👏👏👏👏

  • Mesmo a procurar inspiração, ficou um belo poema.

    Beijo

  • Gestores

    Eu uso o diminutivo, muitas vezes, porque me encanta. É como um filhote de animal que se ama.

    Então, eu digo que ler um poema assim é muito LINDINHO!

This reply was deleted.
CPP