Inspirações

No olho da tempestade

Dizem que os olhos claros
Escondem saudades através do canto
Se o azul significa tristeza eu não sei
Se os verdes acalmam emoções talvez

Margeando o cinza ficam as verdades ocultas

Por detrás deste mar horas bravio minutos doce
Só reconheço a vontade de ser algo melhor
Navegar nos rios plácidos da simplicidade
De fazer minha consciência um bom lugar

Onde possa deitar e viajar

Não culpo a qualquer um que tenha passado
O que é de minha autoria meus arrependimentos
Aos poucos vão sendo substituídos um a um
Por trabalho e perdão auto perdão

Ninguém conhece os sentimentos dos outros
Imaginamos mas poucas vezes nos colocamos ali
Até o momento que ultrapassamos o arame farpado
Aquelas defesas que envolvem cada olhar azulado

É possível que se encontre muita coisa de errado
Tantas que foram deixadas de lado
Ainda muitas esquecidas ou melhor dizer escondidas
Só não encontrarão raiva ou rancor

Orgulho e vaidade infelizmente sim
Mancham minhas paredes em seu fétido bolor
Vivem dentro de mim ainda me sussurram
Mas lembro da dor e os afasto por um tempo

Impressionante a total insanidade que
Pode circular atrás de alguns olhos azuis
Mas há sonhos e canções muitas canções
Há uma fonte onde são produzidas as lágrimas

Essas gotas de minha madrugada
Fazem o papel de ponte entre meu mundo
E aquele que vive lá fora onde não encontro
A proteção que ainda necessito entre os segundos

Percebi que o mundo mudou nessas últimas décadas
E aí olho para mim e noto que eu também mudei
Mas então melhor ficar aqui deixa assim
Por trás dos olhos claros que dizem esconder saudades

Alguns insistem que deveria ter ousadia
Atravessar junto às lágrimas aquela ponte
Sair da fonte e me encontrar neste lugar
Onde poderia escrever novas canções ou poesias

Quem sabe...acho que não!

Não quero em hipótese alguma
Que as linhas destes versos azuis
Sejam confundidas com flertes
São apenas desejos de criar sorrisos

E por entre dúvidas e duendes
Posso dizer que atrás dos olhos cadentes
Há apenas um oceano infinito de sentimentos
Que ficarão ali guardados dentro da canção

... um dia talvez serão levados pelo vento por escolha ou quem sabe por um ladrão

Fiquem com Deus.

 

https://www.youtube.com/watch?v=8IEQpfA528M

Carlos Correa

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP