Inspirações

O tempo fora do relógio

 

Por Jennifer Melânia

 

O tempo fora do relógio

 

Cedo ainda ao desejo, de calar a voz

e nela betumar os meus silêncios

digo apenas o salutar a existência

e espio as portas abertas da vontade

 

mas, fico neste meu fazer metafórico

de imaginar a quê venho e a quê vou

se existo dentro deste cenário meu

nele tenho sabores, e tenho apreço

 

meu tempo fora do relógio, é a vida

nela a base das vozes...do caminhar

dos valores impagáveis, observo

e, a meu jeito, ajeito as palavras

até que as desatem por aquelas... portas

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Seu poema estabelece uma relação de afeto e de cumplicidade entre o seu mundo e o mundo de quem o lê. Vá em frente!

  • Lindos versos! Parabéns!

  • Gestores Adm

    3610664?profile=RESIZE_710x

    • Boa noite, Edith Lobato, agradecida por seu destaque. Bjim

  • Gestores

    55304537?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada, querida Angélica. Bjim

  • Um encanto de poema, Jennifer!!!!

    Parabéns.Bjs

    • Boa noite, Márcia! Obrigada!

  • Lindos Versos em sua Poesia,Adorei a Beleza.

    Vocabulário atento e desenvolvido na inspiração e criatividade, Belas metáforas no tema e mensagem.

    O tempo fora do relógio, uma visão de vida e viver.

    e espio as portas abertas da vontade///

    se existo dentro deste cenário meu

    nele tenho sabores, e tenho apreço///meu tempo fora do relógio, é a vida///até que as desatem por aquelas... portas

    Parabéns por esta publicação de valor.

    abraço

    Antonio Domingos

    • Gratidão, Antônio Domingos, por suas palavras. Bom dia!

This reply was deleted.
CPP