Inspirações

PELOS MARES

Evito as profundezas

Tenho medo dos mares

Mesmo assim toco meu barco

 

Nele embarcado

Surfando estranhas águas

Vivo a vida à flor da pele

 

Enquanto remo essa galé

Desbravo meu mediterrâneo

Ainda que por rumo errôneo

 

Mas o que é o certo senão

Um conceito mero e caro

E absolutamente leviano

 

O que seria a ancoragem

Uma vaga entre as ondas

Um risco a qualquer plano

 

Vêm os ventos ou se calam

Continuo velejando

Esses males não me abalam

 

PSRosseto

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Paulo Sérgio Rosseto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    Uauu! Esses males fazem parte do caminho, logo saber vencê-los, é necessário.

    Belíssimo poema.

    Parabéns!

  • Bravo!

    Parabéns. 

     

  • Belo texto.

    Aplausos!

This reply was deleted.
CPP