Poucos Versos

Poucos Versos

Poucos Versos

 

Raríssimos versos aqui

De Amor

De Paixão pelas campinas

Reapresento

 

Que a própria natureza capina

A corrida pelas verdinhas gramas

Vontades do mundo são ganas

 

Seu vestido largo nos joelhos esvoaçam

Branco e branco transparente

E seus cabelos castanhos dançante

Que as nuvens capturam

E tudo sobe ao céu

Sensível

Junto o seu belo véu

Invisível

 

FIM

Antonio Domingos

07/07/20

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Maravilhoso poema!

    Adorei ler teus versos. São de uma beleza ímpar.

     Parabéns, Antônio !

    Um abraço

    • Gratíssimo amiga das letras Márcia por sua generosidade. Feliz

      Abraços de Antonio

  • Por uns minutos eu me senti nesta imagem rsrs correr livre pelo campo descalça e c um vestido leve faz um bem danado pro corpo e pra alma .

    Teu texto e belo e leve 

    Perfeita interação entre o poema e a imagem 

    Meus parabéns!!

    • Muito obrigado Poetisa Ana Lúcia por sua leitura

      Seus comentários são verdades e´tudo de bom

      Abraço de Antonio

       

  • Poucos versos mas muito intensos e cheio de amor.

     

    1 ab

    • Grato por sua leitura e consideração com o seu comentário para com este poeta amador

      Abraços Nelson de Antonio

  • E a delicadeza da imagem combina com a sensibilidade poética, muito lindo! Abraços

This reply was deleted.
CPP