Inspirações

Se eu morrer amanhã...

 
 
Se eu morrer amanhã...

 
 
Se eu morrer amanhã...
toma por normal
essa pressa de fartar-se,
com que se aliena
no contexto da existência,
ao morrer.

Tempo, velho insano!
Toma por normal o vício esquerdo
de contar a vida e a morte,
hora a hora.

Tempo... retoma o carretel
com que seguras, sexagenário,
a pipa dos meus sonhos
enfeitada de auroras,
içada por colorida rabiola
 

Se eu morrer amanhã...
refaz-se o caminho, torna-se mais ameno
já que o peso das minhas andanças,
estacará, cansado de existir.

Trará também, no semblante
o gosto do amor, que quem sabe sente.
E a neve inevitável...
mas não esqueça o verão,
porque o inverno, estação dorida,
é coisa intolerável!
 
Ciducha Seefelder
 Santos,17 de Abril de 2009

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Boa noite querida 

    Texto encantador 

    Meus parabéns 

    Beijos no coração 

    • Obrigada querida pelo carinho e as lindas rosas!!

      Beijos muitossssssss

  • Adm

    • Obrigada Edith querida pelo carinho

      Beijosssssss muitosss

  • Ciducha só me resta aplaudir de pé bjos...

    • Obrigada Eudaliaquerida pelo carinho

      Beijossss

  • This reply was deleted.
    • Obrigada Lais querida pelo carinho

      Beijoss

  • Excelente aplauso espetacular 

    • Obrigada pelo carinho,Meire querida

      Fiq

This reply was deleted.
CPP