Sou...

Sou...

Sou...

Na tarde me espelho, sou dia vazio!
Despeço do sol com a mente serena.
Me aqueço na manta tecida com fios.
Na luz das estrelas vagueio pequena.

Adentro na noite co'a brisa morena:
Seguindo co'o corpo tremendo de frio.
Sem veste, despida, sou gota serena.
Sou sobra do vento sentindo arrepio.

No céu transitando minha alma ilumina.
Meu ser se transforma em um astro com luz!
Então, meu caminho consigo trilhar…

Chegando no topo da luz cristalina:
Sorriso bem largo no lábio reluz.
Acordo do sonho co'a luz do luar…

Márcia A Mancebo
12/02/2021

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    8604946854?profile=RESIZE_710x

    • Show!!!!

      Agradeço de coração 😘😘😘

  • Na luz das estrelas vagueio pequena....tão vazio ;;;;;;tão eu...

    a poesia segue quem a cuida..a poesia segue vc..fica com Deus

    • Obrigada pelo comentário, Carlos.

      Bjs

  • Momento de beleza...
    Momento de deleite...
    Que lindo soneto querida Márcia...
    Meus aplausos querida...bjs, Marcos.

    • Obrigada amigo querido 

      Bjs

This reply was deleted.
CPP