Trama de Amor

 

 

Teu corpo é uma constelação

onde hiberna o sol da manhã...

recende a sândalo: fecundação

mítica de uma nova Aldebarã.

 

Pouso meu beijo ávido em ti

reino absoluto em tua tenda

- saberás que um dia sobrevivi

no teu colo, perfumada vivenda.

 

Sagaz a nossa trama de amor:

semeada de sonhos e adágios,

sintonia de existências e fervor

arraigados de bons presságios.

 

Alunisso em teu sonho orbital

minha nave planeia teu anseio,

e deslizo por tua senda sideral

e sugo voraz teu arfante seio.

 

 

Rui Paiva

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    2225825491?profile=RESIZE_710x

  • Gestores

    3381325734?profile=RESIZE_710x

  • Um poema lindo apaixonado.... uma verdadeira declaração de amor.

    Um show de versos!

    Parabéns,Rui!

    Bjos

    • Muito grato, Márcia!

  • O que sempre me chama a atenção na poesia é a inventividade, a narrativa, as admiráveis imagens que fazem parte do universo do autor. Menestrel Rui Paiva aqui estou saboreando um pouco das suas obras e claro, colhendo exemplos. Abraço de Sampa.

    • Leio teus comentários, revestido de admiração e regozijo pela maneira que conduzes teu crivo poético.

  • Estimado colega Poeta Rui Paiva.

    Um maravilho poema, diria sofisticado em tema de paixão por uma mulher seja virtual ou real.Palavras novas que desconhecia, mas que, busquei no dicionário,para nelhor estar preparado em entender intensões do poeta.Ah! que metáforas, quantas belas e criativas nas palavras, nos versos , nas estrófes, enfim no que vale mais, A Poesia por inteira.

    "recende a sândalo: fecundação

    mítica de uma nova Aldebarã." que lindo.Há um milhão de formas para expressar este pedaço de sentimentos, mas somente o autor escreveu unicamente nestas palavras,uma colocaçãp poética de excelência.

    Meus pitacos são transparentes, Você deve sentir muito orgulho de ter escrito este poema,e,por muitas razões.

    Abraços, Antonio Domingos

    Muitas publicações,infelizmente, não dá para ler tudo.Você, observei, tem muitas outras obras, mas esta é a segunda que leio e comento.

    • Caro poeta Antonio Domingos: muito feliz por vasto comentário, indubitavelmente agradável, só me enche de orgulho e estímulo!

  • Gestores

    3695885030?profile=RESIZE_710x

This reply was deleted.
CPP