Inspirações

À TUA ESPERA

Sumiste igual ao temporal depois do alarde

Desmanchaste entre as cores delicadas

No meio do céu da boca da tarde

Então recolhi os pedaços de inverno

Que ainda restavam congelados

E fiz a minha própria primavera

 

Olha agora as pétalas viçosas como se espalham

Trazem elas a maciez da tua pele

O mesmo perfume que te enevoa

O mesmo sorriso que te revela

 

Florescem junto a esta saudade

Úmidas de encanto à tua espera

 

PSRosseto

***Do Libro EM ESTADO DE POESIA - 1ª Ed. - 2019***

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Paulo Sérgio Rosseto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Parabéns, caro Rosseto, pela sensibilidade envolvente dos seus versos.

    Abraço.

    j. a.

     

     

     

  • Belissimo!!!!

    Parabéns. 

This reply was deleted.
CPP