Vem...

Vem...

Vem...

Vamos dançar nossa última valsa,
Dancemos juntinhos co'os passos largos
Olhando - nos nos olhos com a falsa
Ilusão, que perderei o compasso.

Toma minhas mãos e me abraça forte
Aproveita esse momento de emoção
Deixa que nossos olhos encontrem norte
e os corpos sintam o pulsar do coração.

Quem sabe, lembrarás daquele dia;
Sussurrando frases de amor
Prometestes devolver a alegria
Roubada pela incerteza e dor.

Quero ver se ainda tens coragem
De encarar - me sem a cabeça baixar
Cravei na mente aquela tua imagem
Imponente, dizendo - me não mais me amar.

Sentirás como mudei nesses anos,
Quanto aprendi lidar com a falsidade
Basta me olhar, verás que o desengano
Fez - me segura pra livrar - me da tua maldade.

Márcia A Mancebo
06/11/2018

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Excelente 👏👏

    Parabéns 👏

  • Gestores

    Este vem d elonge!

    Lembro dele!

    Já o li.

    Lindo poema!

    • Oi.

      Postei outra vez pq tudo de 2018 para atrás eu apaguei, lembra?

This reply was deleted.
CPP