VOCÊ...

VOCÊ...

Você surgiu como quem se esconde;

meu Deus!... Num sonho feliz

brincávamos de "esconde esconde"

brincadeiras infantis!...

 

 

  "Caça ao tesouro"... "Amarelinha"...

"Passa anel"... " Cabra cega"...

... Você corria (menininha)

dizendo: "a mim, você não pega"...

 

 

 O sonho avançou de repente;

como tudo na vida, avança...

você ainda se escondia, adolescente,

Como nos tempos de criança!...

 

 

Um dia, me disse às escondidas:

" vejo (quem sabe?) um futuro duradouro;

com as minhas "partes escondidas",

brinque de "caça ao tesouro"...

 

 

Eu sei que sonho não era, posto

que ainda hoje sinto o dulçor

na minha boca, o doce gosto

da sua boca o sabor!...

 

 

"Venha os segredos descobrir, quando

de prazeres mui sorvedouros;

como "cabra cega" você sente se avolumando

meus seios; como caçando aos tesouros"...

 

 

Não, sonho não era, havia entre nós um magnetismo;

dos nossos corpos a atração!...

descemos ao mais profundo e misterioso abismo

denominado paixão!...

 

 

Você surgiu como quem se esconde;

meu Deus... que realidade tão feliz

é na cama brincarmos de "esconde esconde"

brincadeiras infantis!...

 

=================================

 

(GERALDO COELHO ZACARIAS) 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Que lindo! Muito lindo!

    Essa evolução no tempo da brincadeira pueril ao despertar da paixão adolescente e à cumplicidade adulta do amor latente...

    Adorei, amigo poeta!

    Beijos!

    Nina

    • Nina Costa, poetisa amiga; grato pela apreciação e comentário! Deus te abençoe. 

  • Poeta Geraldo Coelho muito

    relembrar essas brincadeiras parabéns...

    • Eudalia Alves Martins, amiga poetisa; agradeço de coração. Deus Te abençoe. 

  • Gestores

    3005878504?profile=RESIZE_930x

    • Amada poetisa Marsoalex; fico honrado e agradecido pelas gentis palavras que tocaram-me fundo ao coração! Que Deus te abençoe. 

  • Geraldo, bela poesia de amor.

    • Grato amiga Suely, grato pela apreciação e comentário! Deus te abençoe. 

This reply was deleted.
CPP