Poesias

As Mãos que Seguro - III

*** *** *** ***
As Mãos que me seguram!
***
Quanto estou, bem triste, na verdade
em que no rosto fluem lágrimas de dor
Eu abro os braços, e os ergo aos Céus
até que sinta,  ao  meu  lado  O Senhor
*
É quando sinto, a Brisa que me acaricia,
podendo ouvir, até mesmo a Voz do dia,
Sinto as Mãos que forte me ampara - Ah...
E as lágrimas, agora são de pura alegria!
*
Chego a pensar - muitas vezes - confesso
Que o viver se transformou em um sofrer
E nessas horas, deprimido em ansiedade,
me imagino - viajando para a eternidade
**
É quando sinto, a Brisa que me acaricia,
podendo ouvir - até mesmo a Voz do dia -
Sinto as Mãos que forte me ampara - Ah...
E as lágrimas, agora são de pura alegria!!
*
Às vezes a vida, parece ser só de problemas
e isso me deixa -em angústia e em dilemas-
Sentindo o cansaço, que ora a me dominar,
Até me prostrando - sem forças para Lutar
*
É quando sinto, a Brisa que me acaricia
podendo ouvir - até mesmo a Voz do dia -
Sinto as Mãos que forte me ampara - Ah...
E as lágrimas, agora são de pura alegria!!!
*** * ***
1911 --- gaDs!
*** *** *** ***

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Aproxima-se o Natal... Tempo de Refletir... - Que é Toda a Vida!!! gaDs

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Maravilhoso,Zeca!
    Parabéns!
  • Belíssimo, amigo ZeKa!

  • Natal é todo dia! Refletir é ação que deveríamos fazer a todo instante.

    Mais um bonito poema de sua autoria Zeca. Parabéns.

  • Um poemas formado com palavras divinas e encantadoras

  • Aplausos, admiração e reconhecimento. Suas letras encantam ! Abraços meus !

  • Linda inspiração, abraços !
  • Uma bela mensagem para tornar nosso domingo mais reflexivo. Eu te parabenizo com um fraternal abraço.

  • Como sempre é um deleite para os olhos e os sentidos

    ler seu trabalhos tão abençoados amigo Zeca

    É uma honra sua amizade nesta casa

    Abraços deste lado de cá do atlântico

    FC

  • Ah Poetas... Ah Designers... Ah (d)Escritores... - Eu sei, porquê creio firmemente que estive lá um dia... - Ainda que em sonhos...

    ...

    Sim - Existe um Mundo - não longe de Vocês - que fica possivelmente até aos vossos lados - Talvez, que muito apropriadamente, alguém chamou de "O Mundo dos Suspiros Poéticos" onde na ampla e florida Avenida dos Sonhos, na Esquina dos Pensamentos, em um singelo banco de madeira, vemos sentada com seus Livros de entretenimentos u'a linda Garotinha aparentando ter uns 7 aninhos - se tanto.

    ...

    Dizem uns e outros, que tal garotinha nasceu em Braga... - Talvez seja. Mas o que ora lhes descrevemos é que a partir deste dia, passou a ser rotulada "seriamente" (ou seja em série) como "A Garota e a Borboleta Azul", pois foi nesse dia - nesse mesmo banco, que voando em ziguezagues, surgiu à sua frente quase pousando em suas delicadas mãos, u'a linda Borboletinha Azul.

    ...

    A Menina - com seus olhares distantes - porém plenos de luz, mirou a Borboletinha e ao oferecer as mãos para esta pousar - esta incontinente voou para mais alto. A Menina - baixou as vistas - como que escondendo furtivas lágrimas, enquanto dos Altos, o Sol a ilumina e sob sua luz, a Menina vê sua sombra a movimentar-se. Sim - percebeu a Menina que sua sombra, tinha adquirido vida própria...

    ...

    Assim a Menina - com seus Pensamentos - moveu sua Sombra que circulando pelos arredores, procura a Borboletinha Azul que no entanto sempre que se aproxima, e oferece as mãos, a Borboletinha voa para mais longe. Assim percorreu a Sombra da Menina pela Avenida. Subiu e desceu escadas - sempre atrás da Borboletinha, até que sua Sombra - agora exausta, se acomodou debaixo do banco onde a Menina seguia sentada - ora co'o olhar entristecido e cansada.

    ...

    Dos altos da Janela do Prédio em frente, sua Amada Mãe que a tudo isto observara, desce até a Avenida e segurando a Menina pelas mãos, a ergue suavemente até o colo em doces abraços e a carrega alguns metros até onde a esperava a sua inseparável Cadeira de Rodas.
    ...
    Nesse instante, e nos instantes seguintes - que até hoje perduram - sempre u'a Luz azulada se faz presente nela, e se assenta em suas mãos a mesma Borboletinha Azul, para iluminar ainda mais o feliz rosto da Garotinha.
    .......
    Esta estória que história ora É, não termina aqui e agora, pois é Aqui e Agora que a mesma se Inicia!!!
    ...
    É uma vez, uma linda Garotinha que segue e é seguida por u'a linda Borboletinha Azul... ... .
    ...
    19.11.2017 - 12:45PMBR - gaDs

    • Olá meu principe!

      Essas férias, foram boas?

      Lindo o teu conto!

      E cheio de coincidencias.

      A menina nasceu em Braga e anda em cadeira de rodas...só coincidencias. Em Braga há muitos meninas lindas em cadeiras de rodas.

      Parabéns...quero a continuação.

      Beijinhos

This reply was deleted.
CPP