Minhas Atividade

CLAUDIO ANTONIO MENDES posted a blog post
Eu pisei sobre os cacos do meu orgulho Depois das quedas Rastejo hoje entre entulhos fumegantes Buscando moedas Minhas asas feridas apenas gotejam Sangues arrependidosMigalhas de decepções sobre a trilha Levam-me Por labirintos sufocantes e famintos…
Sábado
CLAUDIO ANTONIO MENDES commented on CLAUDIO ANTONIO MENDES's blog post VAGA POSSIBILIDADE
"Obrigado pelo comentário, querida poeta. Abraços;"
Sábado
CLAUDIO ANTONIO MENDES commented on CLAUDIO ANTONIO MENDES's blog post VAGA POSSIBILIDADE
"Abraços pelo comentário e agradecendo a formatação."
Sábado
CLAUDIO ANTONIO MENDES commented on CLAUDIO ANTONIO MENDES's blog post VAGA POSSIBILIDADE
"OBRIGADO PELO COMENTÁRIO. Abraços."
Sábado
CLAUDIO ANTONIO MENDES posted a blog post
Não me preocupo com a morte das floresO tempo não me permiteAs lágrimas estão em via de fabricaçãoE o céu cinza de agosto é premonição Não me ocupo com as poeiras sobre a mesaAs palavras agora não se colam em papéisO poema frequenta as redes sociais…
Set 9
CLAUDIO ANTONIO MENDES replied to Edith Lobato's discussion Sarau de comemoração dos 3 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia
"O CASTELO DE GUERREIROS
A casa que não foi edificada Sobre areia mesmo que não seja movediça A areia das pretensões vagas E de momentos fúteis em tardes secas
A casa que não foi construída Com paredes de vidas vazias Sem quadros e sem lembranças Sem…"
Set 6
CLAUDIO ANTONIO MENDES replied to Edith Lobato's discussion Sarau de comemoração dos 3 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia
"Agradecendo muito Safira Saldanha  pela formatação dos poemas, ficou show!!!!!!!!!!!!! "
Set 5
CLAUDIO ANTONIO MENDES replied to Edith Lobato's discussion Sarau de comemoração dos 3 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia
"PARTILHA & CONVÍVIO
 
A casa de portas abertas
Acolhe andarilhos em frases frenéticas
Independentes de regras ou ritos
Trazendo mitos em seus versos
 
A casa de portas abertas
A cada momento, a cada postagem
Celebra
O que a pressa da vida amassa
 
A…"
Set 5
CLAUDIO ANTONIO MENDES replied to Edith Lobato's discussion Sarau de comemoração dos 3 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia
"PROCURA E ENCONTRO
 
A gente procura
Cotidianamente
A ponte que liga
O sonho ao horizonte
 
A gente busca
Freneticamente
Após neblina que ofusca
A palavra que reflete
O desejo tão demente
 
A gente encontra
A casa que abriga
A ponte que liga
O sonho…"
Set 2
CLAUDIO ANTONIO MENDES replied to Edith Lobato's discussion Sarau de comemoração dos 3 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia
"O MESMO PÃO
 
Três anos não foram suficientes
Para se inebriar de todos os aromas
Na palavra poesia presentes
Que exalam sem obedecer
A tirania do relógio
 
Três anos não foram espaços
Para caber toda a inspiração
Que vem de todas as direções
E em t…"
Set 1
CLAUDIO ANTONIO MENDES replied to Edith Lobato's discussion Sarau de comemoração dos 3 anos de existência da CPP - Casa dos Poetas e da Poesia
"NA CASA QUE ME ABRIGA
 
Você foi aquele adeus que eu
Nunca queria ouvir. Mas houve
E por isso eu derramo lágrimas
E toda lágrima tem sabor de chuva
 
Não te desejo pedras concretas
E nem espinhos abstratos
Que coroam os pesadelos
Daqueles que são in…"
Ago 31
CLAUDIO ANTONIO MENDES e Casada Poesi agora são amigos
Gestores
Ago 15
CLAUDIO ANTONIO MENDES commented on ZKFeliz's blog post Os 4 do aPoesicalipse....
"Agradecendo de coração a homenagem. Abraços grande irmão da imaginação!"
Ago 15
CLAUDIO ANTONIO MENDES posted a blog post
Assim que o vento sopra as cortinasEu me desnudo para poder ter amarE sentir que a natureza é nossa aliadaE que a eternidade está dentro de nós Enquanto nossos corpos se tocam na noiteEu velejo pelos mares calmos da tua peleAbasteço-me em pequenas i…
Ago 12
CLAUDIO ANTONIO MENDES commented on VIRGÍNIA SANTANA's blog post FLORES
"As flores, essas metáforas das nossas belezas e fantasias, bem com da nossa brevidade. Abraços."
Ago 12
CLAUDIO ANTONIO MENDES e Marcia Aparecida Mancebo agora são amigos
Jun 19
Mais…

Meu Blog

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Agosto 14


1) Qual o teu nome completo?

CLAUDIO ANTONIO MENDES


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

14/08/1971


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

MUTUM, MINAS GERAIS, BRASIL


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Tenho escrito em horas vagas, em horas que a mente é invadida por uma ideia lúcida/absurda, dependendo do ponto de vista de da vista do ponto onde o sujeito se encontra. Então, meus dois cargos de professor (Ciências Biológicas) no estado ora ajuda, ora atrapalha. Nesse momento, dois contos aprovado pela editora ANDRESS para suas antologias.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Edith Lobato


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em interagir conforme possa, com os demais membros participando e interagindo das atividades da Casa?

sim


10) Está ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://https://www.facebook.com/claudio.antoniomendes


12) Publique neste espaço, uma Poesia ou texto de tua autoria. (não precisa ser extensa/o)

VERÃO sol que não se acaba amor sem ocaso nosso caso *** hai cai - 04 Flores emergem Perfumam continentes Eu, só, afundo


Minhas fotos

Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 1833

Grupos que participo

Minhas Discussões

A RAZÃO

A RAZÃO As estrelas não podem cair Sobre os nossos telhados Mas podem vim morar Em olhos apaixonados   Não adianta subir Tentando alcançá-las Elas apenas são brilhos Guiando-nos pelos trilhos Encantados do amor   Mas a lua, esta sim Teve sorte de…

Saiba mais…

NA SIMPLICIDADE SERENA

Não pegue a sua lanterna E procure o amor no fundo das florestas Das que ainda restam E nos versos do velho poeta   Não pegue seus objetos sagrados E procure o amor em sobrados tristes De casas amargas E nos gritos de socorro sufocados   Não pegue…

Saiba mais…

A DIGESTÃO DA SELVA

(INDRISO)   na selva em que serena afugenta-se a alma pequena árvores e monstros se confundem   sereno intenso vira cascata entorpece-se com o cheiro da mata loucura e lucidez se fundem   seja natural, seja de pedra   a selva nos mastiga com o que…

Saiba mais…

Autor em tela

CPP