Poesias

OÁSIS

OÁSIS


Areias reluzentes
Suor que  escorre
Vertiginosamente

Cansaço,dor
Desorientação
Um ponto na imensidão...

Vultos que se aproximam
Caminham ao meu encontro
Falta ordem, falta-me visão

Disparo um último grito
Resta de tudo um
breve suspiro

Alguém parece-me erguer
Encaro o olhar
Vejo ali uma serenidade sem igual
Adentro aquele olhar plácido e
encontro um conforto celestial...

Cerro os olhos e me deixo flutuar
Não sinto dor ou exaustão
Não sofro mais
Encontrei paz

Enfim...Estou salvo!


LILIAN FERRAZ

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Lilian Ferraz

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    Espetacular saída do deserto! Belíssimo poema! Bjs

    • Obrigada!Beijos a ti

  • Qué bom, querida Lilian!

     Tal como diz nosso querido FC, é um oásis chegar e encontrar um poema como este no meio do deserto da Vida.

     Bravo, poetaza.

     Beijos

    DESTACADOHERMOSO.jpg 

    • Obrigada querida!Sou muito grata.Boa noite.bjs

  • Oásis é chegar aqui e encontrar um recanto como este

    e vislumbrar tanta poesia que mata a sede

    LINDO

    FC

    • Oi Frederico!Obrigada pela gentileza e atenção.Boa tarde.Abraços!!!

  • Gestores

    2.JPG

    • Olá Angélica! Sempre bom contar com sua notável visita.Muito obrigada por tudo.Boa Tarde.bjs

  • Gestores

    oasisLILIANFERRAZ.jpg

    • Oi Safira! Sua gentileza é tão grande quanto seu talento.Agradeço de coração por tudo.Boa tarde.bjs

This reply was deleted.
CPP