Gestores Adm

I Oficina de Rondel sobre mote

Rondel O Rondel é um gênero de poesia francesa. Sua forma é sempre a mesma, não varia nunca.

É formado por duas estrofes de quatro versos e uma de cinco versos, nesta mesma ordem.

Pela maneira que é estruturado, o Rondel irá sempre ter apenas duas rimas. As rimas são: ABAB/BAAB/ABABA.

Tem uma peculiaridade: os dois primeiros versos da primeira quadra vão ser os dois últimos versos da segunda quadra.

Temos que cuidar ainda, que o primeiro verso da primeira quadra será o último verso do poema (da estrofe de cinco versos).

A preferência do versos é de sete ou oito sílabas poética (não é rígido), portanto pode ser feito em verso livre, só não pode ser verso quilométrico.

Exemplo

Desilusão

  Sofri por amor, mas meu pranto secou-se, (A)

          Nas íngremes margens da desilusão! (B)

           Amargo meu peito de dor exilou-se,  (A)

         Nas grutas profundas da dor, solidão. (B)

             Tornei-me rascunho, mera ficção,   (B)

      E apenas tristezas o tempo me trouxe.  (A)

Sofri por amor, mas meu pranto secou-se, (A)

         Nas íngremes margens da desilusão!  (B)

         De todo esse amor que era tão doce, (A)

         Ficaram lembranças caídas ao chão. (B)

                  Mas a poesia não congelou-se   (A)

           E brota do fundo do meu coração.    (B)

Sofri por amor, mas meu pranto secou-se! (A)

Edith Lobato

A oficina funcionará do segeuinte modo:

Será deixado um mote de um verso para o participante se inspirar ou usar este verso como começo do seu rondel, quando postar sua composição, deve deixar outro mote em tela para o próximo partiicpante.

Regras

1. Todos os membros podem participar.

2.Permitido comentários sem imagem.

3. Permitido formatação dos poemas

Boas composições!

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Próximo mote:

    Meu segredo somente a ti, contei.

  • Desdém

    Passa por mim, tranquilo, indiferente
    como se eu fosse invisível...ninguém.
    Deve ter esquecido de repente
    o quanto pra sua vida, fiz bem!

    Ao seu coração por anos fui refém.
    O amei com ardor, tão veementemente.
    Passa por mim , tranquilo, indiferente
    como se eu fosse invisível... ninguém.

    Agora que o conheço, estou contente
    O apagarei da minha vida também.
    Não merece que chore, nem lamente
    Irei o ignorar com meu desdém.
    Passa por mim, tranquilo, indiferente.
    Márcia A. Mancebo
    14/11/19

  • Gestores

    Próximo mote:Passa por mim, tranquilo, indiferente

  • Gestores

    Uma lembrança...

    Esse tempo chuvoso traz saudade
    E faz os olhos de lembrar retroceder
    Trazendo uma lembrança que me invade
    Com imagens que eu preciso esquecer.

    Mas o pensamento ganha liberdade
    No rastro do que me faz rejuvenescer...
    Esse tempo chuvoso traz saudade
    E faz os olhos de lembrar retroceder.

    A chuva me sussurra uma verdade
    De que eu vou sempre pertencer
    A quem me deu total felicidade
    Em momentos de amor e de prazer.
    Esse tempo chuvoso traz saudade...

    Marsoalex – 13/11/2019

  • Próximo mote:

    Esse tempo chuvoso traz saudade

     

  • Rosas lindas!

    O sol bate na roseira que alegre agradece
    E dela abrolham rosas lindas!
    Para o roseiral em flor, a luz  é prece.
    Todas as rosas resplandecem a vida.

    Ao receber um buquê fico comovida.
    Cada pétala da flor me engrandece
    O sol bate na roseira que alegre agradece
    E dela abrolham rosas lindas!

    Quem planta um pé de rosa merece
    Ser vista como alguém querida. 
    Toda roseira de claridade carece
    Para crescer forte e bem florida.
    O sol bate na roseira que alegre agradece.
    Márcia A. Mancebo 
    13/ 11/ 19

  • Gestores

    Próximo mote: O sol bate na roseira que alegre agradece

  • Gestores

    Lembranças.

    Em pensamento me vi em teus braços
    No conforto do carinho, aconchegada,
    Presa aos meus desejos e em teus laços
    Me sentindo a amante mais amada.

    O meu pensamento segue os nossos passos
    Pela antiga, mesma e única estrada.
    Em pensamento me vi em teus braços
    No conforto do carinho aconchegada.

    Nas lembranças eu descanso o meu cansaço
    Dessa solidão constante e desenfreada
    Desenho e redesenho nossos traços
    E me sinto por teus braços abraçada
    No conforto do carinho aconchegada.

    Marsoalex – 12/11/2019

This reply was deleted.
CPP