Gestores Adm

Oficina I - Desafio Poético sobre palavras aleatórias

719441?profile=original

PROPOSTA

 

Esta oficina destina-se à composição de poemas

sobre palavras deixadas aleatoriamente.

Regras

1. Ficarão em tela 4 palavras aleatórias para composição.

2. O participante deve compor nas palavras em tela

e ao postar seu poema, deve deixar outras

4 palavras para o próximo participante.

4. Os poemas criados devem ser postados na caixa de cima.

 

Boas inspirações!

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Gestores

    Palavras em tela: Fibra, disputa, neutro, indolente

     

  • Gestores

    O que eu quero.

    Eu vou compilar qualquer sentimento
    Que se instala e converge pra tristeza
    Criar com ele, um distanciamento
    Como se fosse uma espécie de limpeza.

    Eu não o quero aglutinado em minha mente
    Barulhando aos meus ouvidos o tempo inteiro
    Repetindo sua cantiga continuadamente
    Como um desafinado seresteiro.

    Estou abdicando do que me complica
    De tudo que é inóspito, estou abrindo mão
    Quero sentir, apenas, o que me simplifica,
    O que tranquiliza o meu coração.

    O que eu quero é sentir o impacto
    De um sentimento que revigore o meu ser
    Como o amor que chega forte e compacto
     E faz, em um momento, valer a pena o viver.

    Marsoalex – 19/08/2019

     

  • Palavras em tela

    Compilar/ seresteiro/ inóspito/ impacto

  • Ainda bem!

    Quando ouço o assovio do vento penso;
    Nessa saudade germinada no peito,
    A mente por lembranças vagueia.
    Me abraço a esse tempo e não dispenso:
    Momentos lindos que me permeiam…

    São brisas coloridas de esperanças
    Brotadas no coração sofrido, depredado.
    trazendo ilusão e como uma criança
    Sinto-o pulsar forte, acelerado.

    É um privilégio que abraço agradecida. 
    Me vejo no espelho do viver com essa graça
    Sonhar, não sendo mais menina… É vida!
    Entender que tudo tem seu tempo e passa.

    No final resta uma única verdade, o perdão
    Perdão pelos divergentes pensamentos,
    As palavras proferidas intuídas pela razão
    Sem compreender, do outro, o sentimento.

    Mas, um dia volta com sede à mente:
    Aquele passado que ficou represado.
    Apertando uma agonia persistente
    E só perdoando pra sentir-se aliviado.

    Márcia A Mancebo (17/08/19)

  • Gestores

    Próximas palavras: Depedrado, germinada, privilégio, divergentes

This reply was deleted.
CPP