Inspirações

Amor e solidão

  • AMOR E SOLIDÃO

    Amor, és o meu verão
    inverno sem ter que me aquecer
    bombom meu e teu, tarde longa, beijo em serão
    Tua inexistência, Amor é morrer.

    Vem te intrometer no meu hórario, nesse tédio
    Beija-me num semáforo vermelho,parados, a caminho
    Abraça-me ao quadrado,dilui a minha saudade e o remédio de não te ter
    Enriquece-me pois fali; vendi fiado de carinho.

    Fico perdido a olhar o mapa
    Sinto-me a viajar, inquieto sem razão.
    Percorro tudo e em nenhum lugar me escapa
    esta tua falta, tamanha solidão.

    Nao sei viver longe de mim
    Sem ti, amor em mim
    És o doce numa fatia de pão
    Norte e sul, tamanha inspiração.

    Bruno Alves

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Bruno Alves

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP