Canto II

Tens na boca mil doçuras
Tens no corpo mil pecados
És a mais bela figura
Que os deuses tem criado .

Tens dos anjos a candura
Tens nos olhos dois diabos
Todo mal em ti tem cura
Lábios doces bem cuidados.

Tens os seios tão pequenos
Teus poemas encantados
Os teus versos tem venenos
Beijos bons e mui molhados .

Sinto o bem por ter te amado
Diamante em rocha dura
Sou feliz e sou amado:
Eu te amo, Criatura!

Gilmar Ferreira 03/09/2018

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    100156875?profile=original

  • Viva! Aquele poema com gosto de tradição, que é tão apetecível!

    Um prazer a leitura de versos tão bonitos, Gilmar!

  • Gestores Adm

    Que lindo poema. A musicalicalidade dis versos é encantadora.

    Aplausos.

    Destacado.

This reply was deleted.
CPP