Danadinha. Pois é, 100%, perdoe-a...

 

 

Danadinha. Pois é. 100%, perdoe-a...

 

Se não há poesia em teu coração. teça-a.

Que ela faça de ti o que bem quiser

Gostosa, seja todo o teu cantar

Amor mais lindo dando graça ao teu viver.

 

Antes venham os ventos

e vazio estejas se por perto ela não estiver

que venha, a Danadinha, fazer de ti um templo

enquanto é tempo de em ti habitar.

 

E será ela arte,

majestade que te adora,

enxuga teu pranto,

 

Loucura culpada, bandida, poesia em atos,

do jeito dela te cortejando,

fazendo por onde te fazeres feliz, infeliz.

Pois é.  100%, exalte-a, perdoe-a.

 

 Marisa Costa

 

(*) Imagem: Pinterest

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    415513709?profile=RESIZE_710x

  • Gestores

    379374079?profile=RESIZE_710x

  • Que poesia fantástica minha cara poetisa Marisa! Uma obra de arte. Além de muito criativa e original. Meus efusivos parabéns.

    Que seu fim de semana seja de muita paz. Com muita diversão, alegria, inspiração.

    E, claro, com muita poesia.

    Abraços poéticos.

  • Gestores

    Que beleza de poema, Marisa! Li e reli e adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

  • Bela composição, poetisa... Interessante... Aplausos!

    • Obrigada, poeta. Grande Abraço.

This reply was deleted.
CPP