Inspirações

Dia de chuva

Poema de Alberto Valença Lima

No céu, nuvens escuras encobrem o sol.
No chão, poças d'água bloqueiam o caminhar.
No corpo, o vento frio, nos convida a abraçar
Na árvore, alegre cantando, um lindo rouxinol.

No pescoço para a gripe evitar, um cachecol
Com guarda-chuva em punho vou evitar me molhar
Embaixo da tua sombrinha, um beijo quero te dar.
E nesta chuva não podemos, contemplar o arrebol.

Nas janelas, os pingos dançam uma modinha
Tal borboleta, em voo razante, o brilho das flores polia
E tu, vendo-os nas vidraças dançar, bailas tal uma rainha.

A chuva sempre trás consigo, certo ar de melancolia
Mas, se vamos sair levando guarda-chuva ou sombinha,
Por que então não compor, com a chuva, uma bela poesia?

 

(Alberto Valença Lima)

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • 18007246?profile=original

  • Gestores

    17591699?profile=original

  • Gestores Adm

    Hoje por aqui chovei bastante, a chuva é essencial para vida.

    Lindo poema e lindíssima inspiração, Alberto.

     

     

     

     

     

     

     

  • Gestores

    Que delícia de leitura!!! Encantada!!! Parabéns!!! 

This reply was deleted.
CPP