Exortação

Ao pássaro da noite
O meu canto lúgrube
Irei anunciar
E ao romper do dia
Do ventre da agonia
Irei ressuscitar

Cortarei suas asas
E ao fim da novena
Irei praguejar
Mil dores exumadas
Serão por mim lançadas
Irei me vingar

Ao pássaro da noite
O peso da cruz
Irei carregar
Mas, por séculos e séculos
Nas lavas do inferno
Ele irá se banhar...

Ao pássaro da noite
O meu canto lúgrube
Irei anunciar...

 

(Petronio)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3140158942?profile=RESIZE_930x

  • Gestores Adm

    3838103283?profile=RESIZE_710x

  • Gestores

    Excelente!! Meus aplausos Petronio!! 

  • Poema de excelência, rimas fortes, mil metáforas, uma inspiração de poeta.

    Sabe o poeta que sentimentos o levou a escrever este lindo texto.

    Para este humilde leitor o texto mostra uma forma de libertação do poeta.

    Parabéns por mais esta obra, Petronio...

    Abraços de Antonio

This reply was deleted.
CPP