Gemidos

Gemidos

Do teu gemido entre lençóis
Quando nos envolvemos de amor
Desfrutando dos aromas
Dos desejos, beijos, do ardor.

Do teu gemido sem dor
Quando minha mão te envolve
Te acaricia, te excita, te domina
E a paixão assim se promove.

Do teu gemido gerando música
Gerando poesia, gerando rima
Do desejo que de mim extravasa
E encontra no teu desejo obra prima.

Do teu gemido que cura minha dor
Da distância, da solidão que fico
Até que novamente vens
E com gemidos curas meu gemido.



Giselda Camilo
26/02/2018

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Giselda Camilo

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    14664153?profile=original

    • Obrigada, querida Marso! Sempre atenciosa ao meu trabalho! Bjos.

       

  • Gestores Adm

    Lindíssimo seu poema, Giselda.

    O amor é poesia quando é harmonia nos corações.

    Destacado!

    • Obrigada, querida Edith! Sempre bom ver nosso poema destacado! Bjos.

       

  • APLAUSOS DE PÉ!

    Lindooooooooooo! Sensual, romântico, suave!

    Amei seu poema!

    Beijos!

    Nina

    • Obrigada, querida! Bjos

       

  • 14623766?profile=original

    • Obrigada, querida! Bjos

       

  • Seus poemas a cada dia me surpreendem mais, amor... Parabéns!

    • Obrigada, amado poeta! Bjos, amor.

       

This reply was deleted.
CPP