Inspirações

HAIKAIS

OLHOS

Olhos pelo mar

- Nas profundezas ou à flor

Óleos por todo lugar!

 

 

 

 

SOBRIEDADE

 

Desejo poesias

Sobre espectros de palavras

Raptadas de alegrias

 

 

 

 

DEMÔNIO

 

Um câncer me consome.

Pelo rabo e pelo casco

Defeca-me o que come.

 

 

 

 

ÁREA COMUM

 

Na zona rural

Qualquer pé de laranja

É condomínio normal

 

OCUPADO

 

Descanso muito

E quando canso

Faço poesias

 

 

 

 

MINHA JANELA

 

Minha janela

Exibe filmes campeões

Vinte e quatro horas

 

  

IRREAIS

 

Consorciado

É quem paga sonhos

Desacordado

 

 

 

 

TRABALHEIRA

 

Sair da sala

Demanda esforço intenso

À bengala

 

ATROCIDADE

 

Atrocidade

É assassinar sentimentos

Sem matar saudades

 

 

 

 

PURA SORTE

 

Hoje passarei

Mas amanhã quem sabe

Falte-me um passinho

 

 

 

 

PALHAÇO

 

Sou muito rico

Fabrico fantasias

Para o teu circo

 

 

 

 

ANSIEDADE

 

Decida se vai

Pois preciso esperar

Tua volta

 

 

DE REPENTE

 

Morrer é tão raso.

Basta transbordar

Qualquer vaso!

 

 

 

 

METADE

 

Metade do tempo

É meia noite ou meio dia?

Mede-se pelo vento?

 

 

 

 

NATURAIS

 

Estrelas conhecidas

Exibem suas luzes

Todas sempre nuas

 

 

 

 

RESIGNAR-SE

 

Meus dentes carearam

De tanto engolir palavras

Sem poder mordê-las

 

 

GENTILEZAS

 

Ela me trouxe uvas

Maduras e lavadas

Pelas aguas das chuvas

 

 

 

 

TEIMOSIA

 

Nem sempre o silêncio

Isenta os eloquentes sons

Da insana mente

 

 

 

 

INCONFORMADO

 

Teu pálido riso

Denuncia sem palavras

Que os lábios gritam

 

 

 

 

DESISTIR

 

A política

Ao duvidar dos políticos

Tornou-se apolítica

 

 

TEMPO

 

Meu pai mede as horas

Por um relógio aparado

Da memória

 

 

 

 

FASES

 

De verão a verão

Viver juntos deveria

Avivar o coração

 

 

 

 

AVARO

 

Todo avaro ri

Da festa que viraliza

A testa da avareza

 

 

 

 

 

Rezo o quanto posso

O terço que a natureza

Ora sobre meu berço

 

 

PROCEDÊNCIA

 

Se tem café pronto

Alguém colheu e moeu

O fruto que a flor deu

 

 

 

 

BOA NOVA

 

Notícia boa

Purifica o coração

De qualquer pessoa

 

 

 

 

UTOPIA

 

Calmaria no mar

Deveria também acalmar

Os anseios da proa

 

 

 

 

PERSISTÊNCIA

 

Fidelidade é

Retomar diariamente

Os mesmos desafios

 

 

RESILIÊNCIA

 

O câncer que me devora
Carcome aonde meu demônio mora.
As sobras anjos levarão embora

 

 

 


 IMPRESCINDÍVEL

Peixes estirados na rede.
Se fora d´agua padecem sede
Um copo lhes seria deleite

 

 

 

 

VIAGEM

Sob o sol galopa o vento.
Teu cabelo emaranhado
Pontuado de amarelo



TOQUE

Novembro estaciona
Tão intimamente azul -
Intensa essa zona

 

 

SEGUNDA JUSTIÇA

 

Quando falta o senso

Apela-se absurdo

A qualquer instância

 

 

PSRosseto

Alamandas e Haikais - 2019

 

 

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Paulo Sérgio Rosseto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Prezado amigo das letras e Poeta Paulo Rossado, Um espetáculo de um mar de Haicais, sem alguma condição de apor comentários pessoais.Nem é preciso.

    Amigo: Li todas com muita atenção, que dom e talento para escrever com lindas mensagens e criatividade neste estilo haicai.

    Breve comentário do primeiro haicai, "A natureza em plenitude nas ondas do mar, a invasão invasiva no mar profundo, nas margens das praias, de um Óleo Ouro Preto Petróleo a destruir o meio ambiente.Surreal..

    Parabéns pela generosidade de Deus em lhe prover de uma , duas, tres e muitas habilidades com a Poesia.

    " OLHOS

    Olhos pelo mar

    - Nas profundezas ou à flor

    Óleos por todo lugar!

    XXXXXXXXXXXXXXX

    Zarolho

    "Zarolho atrevido

    Cuida das tuas feridas

    Lindo é o sal mar"

    abraços de antonio domingos

  • Gestores Adm

    São poetrix lindíssimos.

    Aplausos, Paulo.

  • Gestores

    Encontrei aqui, um festival de beleza! Parabéns!

This reply was deleted.
CPP