Inspirações

Gestores

Navio Negreiro

Davi Dito Jones e o Navio Negreiro
(No dia da Consciência Negra)

A noite ora se torna mais escura...
O Mar que dantes estava calmo,
agora se mostra muito agitado
Nos altos da escuridão dos Céus
a Lua reflete imagens pelos ares
de Negros no Porão de um Navio
que emerge do fundo dos Mares

E sobre um estrondo horripilante
surge ele - o Mistico Navio Negreiro
comandado pelo CapTal DesDito Jones
que se tornara imortal com a tarefa
de transportar quem seja de cor negra
para serem escravos em outras Terras
separando-os de sua Africa Mama
que chora com o coração em chamas

E não é por terem essa linda cor negra
que sejam eles seres apenas da pobreza
pois que muitos dentre os seus Povos
tem o sangue azul da real Nobreza...

Ah... - Na verdade o sangue vermelho é
como o de quaisquer uma Maria ou José
quaisquer brancos com a pele caucasiana
mas com a Alma DeMente cruel e tirana!

Os Mares que o Navio Negreiro navega
choram lagrimas sentidas que em ondas
se transformam aumentando o vai e vem
do Navio que a seguir - sempre adiante -
pois ao seu MAL-vado e imortal "Capi-tal"
nada o desviará desta sua cruel missão:
de dar a esses Negros a cruel escravidão!

Nenhuma cruz é mais pesada do que essa
em que se priva de um ser vivo a liberdade
assim como os Passáros nas Gaiolas cantam
sem poder para os Céus abrir suas asas
Na nau negreira, negros seguem cantando,
enquanto suas almas continuam chorando

O Canto se espalha pelos chorosos ares
e certamente está chegando até Nós
basta sentir o que estou ora sentindo...
E agora? -Vocês também estão ouvindo?

Quantas mortes houveram em Palmares
quantas Almas se elevaram pelos ares?
As suas Almas, tem a mesmo cor incolor,
de qualquer SER quer seja Rei, ou Doutor
ou ainda podem crer no que choroso sigo:
Tem a mesma cor da Alma de um Mendigo!

Na verdade, o choro que minha face molha,
não se deve aos Negros desse Navio Negreiro
que em des-Humanas Nações tiveram um dia
tarde ou cedo a liberdade em forma de alforria

Mas... - Continua a haver SIM - a escravidão
não somente aos Negros e sua cor atraente
como a quantos que se submetem servis
ao Poder Economico escravizante vigente!!

O meu choro, aumenta, e fico refletindo,
qual o contexto de que Poeta faço parte
se da Burguesia que com sua falsa alegria
continua a fazer Semelhantes de escravos
homens, mulheres, até a Idosos e Crianças
que estão "livres"... -Mas, sem esperanças!

Ou... -Serei eu também mais um Escravo
que ora Canta e extrapola o seu lamento
pelos Mils Mundos esperando que um dia
seja LIVRE mais que de Direito, de FATO
e que o cantar -esse mesmo que ouvem-
ao invés de nos fazer chorar a nossa dor
seja cantado por Povos de quaisquer cor
e assim prevaleça para sempre o AMOR!

Upa Neguinho... - Que também sou
Upa Upa Upa Neguinho... Eu Vou!!!

by: Zeca Pretinho do Cantoreio

-----------------------------------------
Amazing Grace Negreiro

 

Z A

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Gestores

"Vamos disseminar as Sementinhas de Amor pelas Estradas de nossas vidas!"

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    O poema é belo  e atualíssimo.

    Temos sempre uma aparente escravião. Nunca somos livres de fato.

    Um dia seremos!

  • Gestores Adm

    Que maravilha Zeca de composição e homenagem àqueles que lutaram pela liberdade de viver a vida em igualdade de direito.

    Deixo aqui meus aplusos ao teu lindo poema.

    Parabéns!

  • belíssimo poema poeta aplauso 

  • Gestores

    Somos todos negros, índios e mulatos. Viva a nossa missigenação! Belíssimo, menino Zeca! Bjs

  • Que bela e verdadeira homenagem Zeca, muito bem escrito! Abçs

    • Gestores

      Ah... Linda Poeta e Menina 

      5762285?profile=RESIZE_180x180&width=96&height=96&crop=1%3A1

      Luciana Mara Drumond
      Onde o amor e a amizade se encontram em poesia
  • Gestores

    135970991?profile=RESIZE_710x

This reply was deleted.
CPP