Inspirações

O tempo que já passou

Oh tempo pára!
Pensa em mim!
Pára despercebido,
Nao deixes o inicio ter fim...

As coisas boas são para se saborear
Passa devagar ...
Nao sei o que o meu coração tem
Mas ele está a reclamar.

Será que foi mais um sinal?
Ou um sentimento?
Nao quero que pares ,nao faz mal!
Quero viver e ser eu por muito tempo.

Mas espera um bocado
e deixa-me descansar,
Hoje estou magoado
por saber que estás a passar!

Aquele dia maravilhoso
Cheio de energia
Química e magia me contagia
E me faz ficar carinhoso.

Tem Calma e espera!
Deixa-me relaxar ...
O passado já era
deixa-me lentamente o presente saborear.

Nao tenho pressa!
A pressa faz emagrecer;
Serenamente e com calma
A plena vida quero viver...

Vivo
Sinto e sei
o que digo;
É a minha sinceridade sem lei.

De noite existe a lua
Em mim existe ninguem.
De dia existe o sol,
Á noite durmo com quem?

O que é natural
É o que me dá mais prazer e paixao.
Mulher maqueada nao tem mal
Por maquear-se não esquece o coração...

Elas ficam persistentes
Quando vem o verão.
belas e atraentes
Ja perceberam do que eu falo ou não?

Nós percisa-mos delas
Como uma boa carne
E podemos-as representar em telas
Pintadas nuas ou vestidas cheias de charme.

São flores
E mulheres
São uns amores
Têm coracao; mas tanbem há algumas quaisqueres.

Bravas ou de estufa
Amarelas ou encarnissadas
Nenhuma delas tem miaufa
De uma noite bem passada.

E o tempo...?
O Tempo esse passa e nao pára,
E não se esgota.
Nos melhores momentos nos encara
E nos faz olhar uma gaivota.

Ele é o mandatário
Desta nossa vida
Ele faz-nos esperar no altar
E ver a nossa mulher bem vestida.

Ele vai passando, e quando passou
A única coisa que resta
foi o que ele nos ensinou.

 Tempo ...
que cura feridas.
E adormece desmedidas
Fatias do momento.

Oh coração ! Estou a escrever.
Deixa-me sossegar um bocadinho...
Quero pensar em mim e descrever
O que sinto neste bocadinho.

Todos nós gostamos de algo...certo?
Pode ser carnal ou um objecto,
Mas também pode ser um dialogo
Daquilo que nos traz mais afecto.

Enfim...oh tempo? So tu sabes e guardas
Aquilo que eu já fiz...
E o ontem entrelaças
Com o hoje feliz.

Eu da-va pulos na cama com o rádio a tocar
E fazia torradas a tardinha
So tu para me fazer pensar
Naquilo que fazia e naquilo que tinha.

Sinto o coração constipado
Talvez apanhou uma corrente de ar,
Nao sei? mas estou preocupado...
Porque ele nao tem lenço pra se assoar.

Nao vivo de despedidas
Vivo os momentos
Nenhum sentido faria
Se tudo fosse ao acabar o tempo.

E no meu coracão
se ao menos toda a magia e angustia podesses levar
Ele ficaria mais descancado
Por tu o fazeres recuscitar.

Cada um é como é,
Cada um vive o seu momento
Se no meu passado desse um pontapé,
Ficaria feliz e triste ao mesmo tempo.

É facil ser sincero?
É difícil ser realista?
O teu amor é o que mais quero
Porque posso me sentir artista.

Na minha vida
Nao quero ser estupido nem altruista
Nao me vingo na bebida
Sou as vezes é pouco optimista!

sozinho e sem companhia
Gasto o meu tempo
Hoje nao consigo fazer magia
De tanta coisa que tenho ca dentro.

Vivi o meu dia-a-dia e gozo o momento.

60 minutos tem uma hora?
Então dá tempo para comer um gelado!
Descansado como-o mas fico a nora
Quando olho para o tempo congelado.

Que saudade.......
Que inquietacão!
Por não saber gerir o coração.
Pensam que estou a fingir...?
É difícil eu não tive formação
Estou sosinho vou dormir

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Bruno Alves

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    Show de poesia, Bruno.

    Lindo momento de inspiração.

    Parabéns!

    • Obrigada. Este poema é um dos primeiros, inspirei-me no tema (tempo) e inspirei-me em mim como faço sempre.

  • Gestores

    2497759568?profile=RESIZE_710x

    • Obrigado.

  • Uau Bruno Alves estas inspirado lindos versos parabéns...

    • Obrigado, sao inteiramente meus e sao escritos com a minha emoção a flor da pele.

This reply was deleted.
CPP