Inspirações

O TOMATEIRO

 

Encomendado ao velho horticultor

Tenro chegou com alguma recomendação

Dá-lhe luz, água, e um pouco de atenção

Não mais que isso e ele cumprirá missão


Apesar de toda motivação

Olhar comprido e muita atenção

Foi-lhe negado o brilho da radiação

Colocado que fora na sombra do grande salão


Passado o tempo veio a frustração

Crescimento  apenas de ramo e brotação

Odor agradável a inundar o salão

Mas nada de frutos pra cumprir a missão


Diante da vigília e reclamação

Das ameaças de despejo e expulsão

Se assim teimasse em frutos prover não

Fez um último gesto de submissão


Juntou as forças mais íntimas de seu ser

Acalentou valentes e frágeis flores a crescer

 

Mas


Apenas uma  venceu  a inibição

E um tímido fruto brotou com paixão

Bem parecido com o mentor da desventura

O devotado horticultor ancião

 

F J TÁVORA

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

    • Obrigado, caro poeta, pelo comentário.

  • Os seus trabalhos são marcantes eles nos cativam, com uma narração muito bem detalhada.

This reply was deleted.
CPP