Inspirações

Que será de mim?

Que será de mim? 

Que será de mim sem os teus abraços; 
Sem os teus beijos quentes com doçura,
Sem ouvir tua voz dizer: - Ternura?
..Sem ti, caminhar sozinha não posso.

Demonstrarei tristeza nos meus traços.
Não esconderei nos olhos a amargura.
Ficar sozinha sem sentir candura
será que saberei seguir meus passos?

Foram anos a fio, nós alados.
Momentos nossos não serão apagados. 
Nem sequer vou esquecer nossos afagos.

Já estou sentindo a alma tal qual um lago. 
Está tomando o meu peito a saudade. 
A dor da cruel despedida, invade!

Márcia A. Mancebo

(22/10/19)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    Lindo poema, Marcia.

    Sempre musicais e líricos, teus versos.

    Aplausos!

    • Obrigada querida amiga.

      Bjs

  • A dor é sentida aqui, quase visível e tocável, mas por trás dela há uma força enorme, um sentimento muito maior que tem a capacidade de absorvê-la e transformá-la em versos, deixando o coração pulsando o que mais tem dentro de si...o amor. Lindo demais.! Fica com Deus.

    • Obrigada querido amigo 

  • Minha doce Marcia, lendo seus doces versos, não tem como não tomar o calíce da alegria, embriagando-se por entre as veredas de suas letras. Parabéns.

    Dr. Carreira

  • Belíssima poesia!

    • Obrigada, Everaldo!

      Abraço

  • Marcia poesia encantadora

    envolvente adorei parabéns bjos...

    • Obrigada querida amiga 

      Bjs

This reply was deleted.
CPP