Sedução

                               Sedução

Nos olhos levo armas da sedução.
Os lábios carmins, abertos ao beijo.
Meu corpo sem pudor, o coração
ofereço, ao amor, pois, muito desejo.

Sou toda tua, quando o Sol reluz.
A claridade que incita meu ensejo
Nesse dia lindo, esplêndida luz...
No espelho a refletir, nós dois, eu vejo.

Danço como a ave em várias performances
Em cada passo a sugerir langores
esbanjando charme e intensos fulgores.

Aos meus abraços com ardor romance
somos um só, doçura ao cavalgar.
Após a exaustão regozijo amar!

Márcia A Mancebo

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    9578694861?profile=RESIZE_400x

  • Bom dia poeta.

    Lindo soneto de amor.

     

    1 ab

    • Obrigada, Nelson.

      Boa tarde 

      Um abraço

  • Intenso poema de romance, Marcia, e oportuna a menção da ave, que os pássaros realmente realizam danças amorosas. Beijos.

    • Obrigada, Miguel!

      Um abraço

This reply was deleted.
CPP