Inspirações

Coisas da vida!

Coisas da vida!

.                           

Nossa vida é mesmo uma caixinha de surpresas.

Tudo que planejamos é meramente suposições do que queremos fazer.

Um simples acontecimento muda o rumo do trem da vida e temos que descer,

mesmo que temporário, numa estação que não estava no roteiro.

É necessário reformular prioridades e fazer com que o trem recomece a viagem sem

estarmos a bordo. Resta-nos esperar um outro horário propício para embarcarmos novamente.

Só que, mesmo desembarcando nesta estação, o trem e nossa vida seguem caminhos diferentes.

Enquanto ele se vai, todo um contexto novo precisa ser reestruturado,

formando um novo vagão a ser acoplado ao trem seguinte.

E, de meros espectadores nos tornamos parte integrante da história de outra pessoa.

Num primeiro momento ficamos à deriva mas, logo nosso bom senso entra em ação e fazemos o que devemos fazer.

E assim, a viagem continua, com novas companhias, novos cenários.
.
Maria Angélica de Oliveira - 22/12/17

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Angélica

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Um lindo poema que muito se reflete o viver. A vida é fragmentada, temos que se completar dentro dela

    • Sim JoséCarlos... cabe a nós unir estes fragmentos e os transformar em uma bela obra de arte. Obrigada pelo carinho.
  • Adm

    É exatamente assim, Angélica, a vida. Com escalas e tudo mais. È necessário termos em mente que a paisagem se modifica a volta que o trem dar.

    Maravilho texto.

    Destacado!

    • Sim Edith querida... que graça teria se a paisagem não fosse colorida? Até o cinza e o negro tem seus encantos e ensinamentos! Obrigada pelo carinhoso comentário e pelo destaque.
  • Realmente nossa vida e uma caixinha de surpresa, mais

    sua poesia não e surpresa pois suas poesia sempre me agrada bjos...

    • Obrigada Eudalia querida por seu carinho... tb sou fã de seus versos e audios.
    • Obrigada Nieves querida pelo carinho.
  • Não acredito  que descemos do trem, Angélica, mas, apenas, mudamos de vagão. Embarcamos no trem da vida quando nascemos e só temos uma parada. Todas as mudanças que acontecem é durante o percurso.

    Muito reflexivo o texto. Parabéns!

    • Sim Marso querida... concordo com você... apenas mudamos de vagão e as vezes não temos a opção de escolha... precisamos ser e estar presente para que o vagão de uma pessoa querida não descarrilhe... a vida é assim: hoje se ajuda... amanhã, talvez,precise de ajuda. Obrigada pelo seu carinhoso comentário.
This reply was deleted.
CPP