COLARZINHO AZUL

Hoje fui à praia roubar

Alguns clarinhos de sol

Pra fazer um colarzinho azul

Pra ela usar

Pra ela usar

 

Também resolvi recolher

Umas conchinhas do mar

Pra enfeitar o colarzinho azul

Pra ela usar

Pra ela usar

 

Estou esperando ela vir

Para eu poder entregar

A ela o colarzinho azul

Pra ela usar

Pra ela usar

 

Não sei se ela irá gostar

Ou então se vai desprezar

O colarzinho que fiz

Pra ela usar

Pra ela usar

 

E se ela então não quiser

Devolvo os clarinhos ao sol

Reponho as conchinhas no mar

 

E pronto

 

PSRosseto

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Paulo Sérgio Rosseto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    Uauuu! Tem tanta emoção contida no teu poema que chega até quem ler.

    O carinho é, indubitavelmente, sentido.

    Parabéns!

  • A vida deve ser encarada dessa forma. A gente faz a parte da gente, se ela não quiser, a gente devolve as coisas para a natureza. Belíssimo poema. Feliz Páscoa para você.

  • Com tanto carinho ela há de querer usar o colarzinho, um mimo!! Parabéns. 

  • POETA PAULO ADOREI O CARINHO QUE VOCE FEZ  COLARZINHO 

    MEUS APLAUSOS 

This reply was deleted.
CPP