Inspirações

Em tons de azul

A luz dos meus silêncios repousa na galáxia
Das solidões mais telepáticas
Ascende degrau a degrau alinhando a luz que viaja
Pelo tempo alcatifando os sonhos mais abnegados

Com seus efeitos colaterais calculo cada
Distância que vadia adestra toda geométrica
Ilusão eufórica, tão intemporal , tão simétrica

São tons de azuis integrais ferindo a manhã
Que agora desponta infestada de folclóricas
Alegorias mais sublimes, magistrais…quase bucólicas

No vazio da noite respondem todos os ecos solitários
Vestem as estrelas arraigadas a cada luminescência
Sempre mais ovacionada até que categórica a escuridão
Tão serrada adormeça minha solidão quase apoteótica

Frederico de Castro

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Frederico de Castro

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Estou viajando lendo e ouvindo seu belíssimo poema. Uma viagem em mim mesma. Ameiiiii

    Parabéns 

  • A cores da vita se resplandece nos momenri belos vividos, que encanto

  • Adm

    Mais um espetaculo de poema, Frederico.

    Admiro-te.

    Aplausos.

    • Obrigado pela carinhosa mensagem

      Dia feliz amigo

      FC

  • Apoteótico são teus magníficos versos, Frederico! Minhas reverências!

    • Obrigado Marso pela visita e carinhosa mensagem

      Dia feliz

      FC

  • Maravilhosooooooooooooooo!

    Aplaudo poesia,arte e som!

    Amei!

    Beijosssssssssssss

    • Grato pela mensagem tão gentil

      Bem haja

      FC

This reply was deleted.
CPP