Solenemente

3704119464?profile=RESIZE_710xSolenemente…

Foi disputa acirrada esse amor voraz
Tantas amarguras nos separou,
Me ausento de ti, não penso em nós.
Te querer com o tempo desgastou…

Enquanto tive força, fibra lutei;
para que de mim não se afastasse.
Quanto mais o quis, mais decepcionei:
Hoje sinto-me só, como se naufragasse
no mar do viver, onde te encontrei…

Meu sentir sensível, hoje está indolente.
Lágrimas esgotaram, não rolam mais…
Pretendo virar a página e solenemente:
Declarar que não te quero, jamais.

Não tive recompensa de ti… Nem sequer,
Nenhum gesto; neutro fora sua atitude.
Foi melhor assim, não ser tua mulher.
Não mereces as minhas virtudes!
Márcia A Mancebo
(21/08/19)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3703800148?profile=RESIZE_710x

     

    • Uauuu 

      Que lindoooooo!!!!

      Obrigada.

  • Gestores

    3641407725?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada querida amiga 

  • Gestores

    Belíssimos versos!!! Parabéns Márcia!!!

    • Obrigada querida amiga. 

  • Que você continue sempre nos encantando com suas obras sejam elas sofrência ou não!

    •  

      Obrigada, Sam!!!!

      Abraço

This reply was deleted.
CPP