Inspirações

TRAÇOS

Entre as linhas das mãos
Há o risco da paixão
Nem curvo nem reto

Curto, nada entrecorta
Mal começa se emenda
Longevo dura uma vida

Sozinho na palma aberta
É desenho discreto
Fechada se mistura
Ao do destino, futuro, sorte e utopia

Quando as mãos se alcançam
A gente abraça a alma
Quando postas
Se tocam em oração

Enquanto nossas palmas colam
Essas linhas ou traços de poesia
Entrelaçam-se, acrescem e jamais se soltam
Por serem simples, livres e tão nossas
Essas mãos

 

PSRosseto

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Paulo Sérgio Rosseto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores

    3581691?profile=RESIZE_710x

  • Gestores Adm

    Perfeita simbiose.

    Belo poema, Paulo.

    Parabéns!

  • A poesia está na alma e nas nossas mãos ... parabéns pelos belos versos e emoção com que os escreveu.

  • Boa tarde!

    Enquanto nossas palmas colamEssas linhas ou traços de poesia
    Entrelaçam-se, acrescem e jamais se soltam
    Por serem simples, livres e tão nossas
    Essas mãos.

    Belos versos

    Aplausos!

     

     

  • Gestores

    3447811284?profile=RESIZE_710x

This reply was deleted.
CPP