Inspirações

AMOROSIDADE

Assim

A quero em mim

Singelamente pudica e audaz

A quero em mim

Como se nada soubesse e tudo escondesse

Segredos mentiras beleza

A leveza do seu corpo metido em êxtase

Assim a quero em mim

 

Vem

Pois quero tê-la em mim

No despojamento da alma que ama e traz amor

Aquela que descompromissada se dá umedecida

Absolutamente amante desperta sensações

De navegar voando e voar parada

A quero em mim

Assim, assim

 

Amada

Sou sua castidade, sua prescrição

Não há maior paixão, tara

Dá-me alucinada seu folego, sua maldade

Faça-se em mim

Assim, assim

 

PSRosseto

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Paulo Sérgio Rosseto

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.
CPP