Todos os posts (18788)

Classificar por

A Louca

Na palavra nua a não se perder Falar o que se faz e não se fazer Eu sei que o corpo só fala por si Um ato de loucura que eu não pedi
Saiba mais…
Visualizações: 58
Comentários: 2

SAUDADES DO MEU PRIMEIRO AMOR

2095667?profile=original

SAUDADES DO MEU PRIMEIRO AMOR

Queria ter vivido com você
Os meus sonhos de menina
Sonhar e realizar
Os meus desejos mais profundos
Queria ter feito um contorno
E que a vida tivesse
Me dado um retorno
Então, relembramos nossa história
Que estão guardadas na m

Saiba mais…
Visualizações: 135
Comentários: 10

Meu estranho amor

2095662?profile=RESIZE_1024x1024 
MEU ESTRANHO AMOR 

 

"Esta é a história de um amor singular
(como são singulares, todos os amores que povoam
o mundo)
mas alguns são buscados, esperados...
o meu não."
Saiba mais…
Visualizações: 149
Comentários: 24

QUANDO DIGO!

Quando digo que te amo Digo com todas as letras Sem medo de errar. Amo te quando me olhas Com aquele jeitinho malicioso, dengoso. Amo te quando me abraça como um laço Amo te de todas as maneiras possíveis, Mesmo quando não estas por perto.
Saiba mais…
Visualizações: 80
Comentários: 12

Decrepitude

O meu espírito bravio martírio
Faina que advoga o ócio,
Apogeu da velhice a vozear,
Cintilar do meu turvo olhar.
O vigor alquebrado fere,
Esperançoso manto verdejante,
Perecendo o delgado alvor da vida,
Face descorada que cultuo.
Intrépido amor impoluto,
Agon

Saiba mais…

Convergente

Vívidos laços de amor atesto,
Alma e corpo vertente,
Eternidade de querer confesso,
De te amar loucamente.

De nós o ocaso reluzente,
Cujo querer em si modesto,
De todo se fez inocente,
Desta pureza fiel gesto.

Repousei na esperança,
Pleno sentir em desejo per

Saiba mais…

Colóquio

Lá fora há um dia insolente,
Coisas demais sob o céu,
Incongruência de mim,
Metáforas disformes do medo,
Expressões indecifráveis,
Furtiva banalidade da dor.
Ludíbrio da vida?
Queria abraçar as estrelas,
Sentir o infinito que surpreende,
E gritar bem alto,
E a

Saiba mais…
CPP