Um livro pra socar o estômago!

Abro o livro e ele me soca o estômago.
Me arrasta pelos cabelos para montanhas e
Cavernas.
Lá converso com bichos que me aconselham,
Então rasgo suas páginas e como suas letras:
Tomo em sopa de letrinhas.

Queria um sentido para a vida,
Então uma serpente morde meu pescoço,
Talvez seja a mesma da maçã,
Mas como Deus está morto, não serei expulso do meu paraíso nudista.

Ainda sim, Ele deixou para mim todos os meus pecados que me confundem sobre o bem e o mal, como disse o espírito da gravidade.

Como poderei ser um espírito livre então,
Se o cadáver em meus ombros me sufoca com seu fedor?

Terei que atravessar desertos e beber meu sangue antes que a terra cesse sua sede com meus glóbulos vermelhos e brancos.

Venho de dias longos e noites profundas.
Bebi em copos sujos acompanhado por putas.
Ouvi os cânticos desafinados dos andarilhos da madrugada.

Sorri e gargalhei das mais profanas piadas
Mas pisei de passos leves pra não acordar os dias, que surgiram de qualquer forma, me trazendo à tona a careta realidade.
Mesmo em ressacas homéricas,
Depois de delirantes noites
Nos botecos da cidade.

MORRER É...

Morrer é mergulhar na escuridão
Estar num lugar de pura solidão
Estar não se sabe onde
Ou não estar em lugar algum
Deixar matéria, deixar lembrança
Consumir-se no silêncio
É respirar o pó que se torna
Evaporar no vento que sopra
Derramar-se em gotas de pus
Alimentar a terra que gera vida
Que é a terra que esconde a morte
Talvez não fosse aquela ferida
Quem sabe tivesse sorte
A foice que ceifa tudo
Escapasse daquele corte
Mas nada dela escapa
Seja qual for o porte
Na doença ou na espada
Na briga com o inimigo
No seio de sua amada
Agora pra mim é poesia
Amanhã ...
já será mais nada.

Minhas Atividade

Sidney Barbosa Couto agora é amigo de Marcus Vinicius Bertholini Rios e ZKFeliz
Gestores
Jun 8
Sidney Barbosa Couto e Marcia A Mancebo agora são amigos
Mai 30
Sidney Barbosa Couto agora é membro de Casa dos Poetas e da Poesia
Mai 27

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Gestores Adm

    Vim te dizer que és bem vindo à Casa dos Poetas.

     

    Boas composições!

  • Gestores

    NOSSOS Aplausos para tuas Inspirações "Um Livro... (...) e "Morrer é" - acima. SUGERIMOS que as Poste em Teu Blog (Pagina Pessoal). Para tanto basta CLICAR no alto em "Publicações". Se tiver alguma dificuldade, estamos ao dispor do Poeta e Amigo! gaDs

  • Gestores

    5769387500?profile=RESIZE_584x

  • Gestores

    SEJA BEM VINDO SIDNEY!

    5429470096?profile=RESIZE_710x

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Março 3


1) Qual o teu nome completo?

Sidney Barbosa Couto


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

03 de março


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Bragança Paulista


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Sou advogado e amante das letras, além de gostar e me arriscar em escrever poesias, que para mim são fotografias de meus pensamentos.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Encontrei por acaso ao abrir um link de uma poeta no facebook


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

sim


10) Fique ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou de qualquer outro site onde possamos saber mais de você.

http://www.facebook.com/sidao.couto


12) Publique neste espaço, um pequeno texto, que considere poético. Pode ser inspirado na hora. Não precisa que seja algo que tenha sido publicado. De certo modo: TODOS somos Poetas!

"DEUS é poderoso " diz aquele que Não conhece o poder do Universo. Me crítica o ignorante que não sabe Que ambos são dois lados da mesma moeda.


CPP