O Sol de Todas as Manhãs

                                                     Mestre Tinga das Gerais

Tu és...

O sol de todas as manhãs

O mar reflete a tua imagem

O vento traz teu cheiro de maçã

 

Teus pés na areia da praia

És uma sereia

O universo ensaia

Vejo estrelas na teia

 

Quintais desbandeirados

O amor é o astral

Sorriso de Monalisa

A força do Sisal

 

Que transcende o amor

Mistérios das montanhas

O alçar do Condor!

 

Terra

                                  Mestre Tinga das Gerais

                                       

 

Terra dos altares escondidos

Das sombras das ilhas misteriosas

Que das entranhas do universo se esvai

Pó sobre pó das cinzas da Fênix

Asas de Ícaro, eu plebeu.

 

Fertilidade da lua

Serenidade que do sertão clarão

Fulgor de o sol espargir

Semear por entre lágrimas e sonhos

O alvorecer semeando encontros.

 

Encontros de almas pungentes

Lavradores no limiar da tempestade

Ventos que lapidam pesadelos

Garimpando o sentido da vida

Terra em transe viagem infinita.

 

Quisera os planetas cultivar

O antídoto da saga serena

Caminhar no labirinto da busca

E ostentar o sabor do fruto

Com mãos estendidas ao tempo.

 

Terra sobre terra

Agasalhos de mares e oceanos

Crateras de rios mercantes

Pescadores de ilusão viagem

Sinas no navio negreiro.

 

Ó terra firme!

Raízes de matas virgens

Porão de cobras e lagartos

Mas sempre terra

De abrigo e profusão.

 

O gorjeio do verão

É o colo do outono na terra

Folhas secas bailando

O pousar é tão somente a sutileza

À espera das águas de março...

 

Um inverno que salpica a brisa

A primavera explode

E a essência embriaga o universo

A tímida terra sorri

Empunhando seus rebentos.

 

Idolatrada terra!

Eu descalço em teu seio

Força de ti poder

Alicerce dos movimentos hostis

Que suporta tremores e dores...

 

Ao pó desceremos

Agasalho de ossos

E vidas interrompidas

Mas que a terra em sua magnitude

Aponta o mistério a desvendar.

 

Somos o gritar a esmo

Mas nos encontramos nos alaridos

Que mesmo lúgubres os sentimentos

O norte terra é farol

Da sustentação da vida humana!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Minhas Atividades

Mestre Tinga das Gerais e Lilian Ferraz agora são amigos
2 de Dez de 2021
Mestre Tinga das Gerais commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Viajando em Você
"Bom dia!
Obrigado!
 "
1 de Dez de 2021
Lilian Ferraz commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Viajando em Você
"Uma poesia cativante. Parabéns"
1 de Dez de 2021
Mestre Tinga das Gerais posted a blog post
Quero me embriagarEm teu sorrisoE ser feliz como um Beija-florLambuzar no teu doce melE adormecer…
1 de Dez de 2021
Mestre Tinga das Gerais commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Saudade em Todas as Estações
"Bom dia!
Obrigado! Luz e paz!
 "
25 de Nov de 2021
Lilian Ferraz commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Saudade em Todas as Estações
"Poesia boa se ler e adorável de se sentir. Parabéns"
24 de Nov de 2021
Mestre Tinga das Gerais posted a blog post
Do que eu mais gostoÉ vê-la felizO seu sorriso é a minha raizTu és o meu ébanoMinha…
23 de Nov de 2021
Mestre Tinga das Gerais commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Êta Cachaça Danada!
"Muito obrigado!"
17 de Nov de 2021
Mestre Tinga das Gerais commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Piaba no Leite
"Boa tarde!
Muito obrigado Angélica!
Uma belíssima tarde!
 
Abraço!"
17 de Nov de 2021
Angélica commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Êta Cachaça Danada!
""
17 de Nov de 2021
Angélica commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post Piaba no Leite
""
17 de Nov de 2021
Angélica commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post No Colo do Sertão
""
17 de Nov de 2021
Mestre Tinga das Gerais e Casada Poesi agora são amigos
Gestores
17 de Nov de 2021
Mestre Tinga das Gerais posted blog posts
17 de Nov de 2021
Editt Schimanoski de Jesus commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post O Vaqueiro Benedito
"É uma grandiosa poesia! Numa linguagem regional ou caipira. Parabéns Mestre Tinga!"
16 de Nov de 2021
MARGARIDA MARIA MADRUGA commented on Mestre Tinga das Gerais's blog post O Boiadeiro e o Tempo
"Belíssima obra. Parabéns!"
15 de Nov de 2021
Mais…

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Os comentários estão fechados.

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Fevereiro 22


1) Qual o teu nome completo?

Antônio de Fátima Silva


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

22/02


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Três Marias - MG.


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Release Antônio de Fátima Silva, o Mestre Tinga das Gerais, natural de Corinto-MG, poeta, ator e cantor, na estrada há 35 anos. Participou de vários festivais, sendo premiado com o Conto "O Caboclo e o Barranqueiro", Atuou no curta metragem "Um outro Tiradentes" e no longa metragem: A História das Três Marias da Zakia Daura, Participou do projeto "Terças Poéticas", no Palácio das Artes com o Grupo "Nós da poesia + 20 nosotros. Ele está inscrito na página literária Recanto das Letras.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?

Através do Google.


8) Está ciente que poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

Sim.


9) Concorda em participar e interagir conforme puder, com outros membros nas atividades da Casa?

Sim.


11) Está ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 2 (dois) postagem por dia no Blog Geral?

Sim.


12) Caso possua, deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou de outro site onde possamos saber mais de você.

https://tingadasgerais


13) Publique neste espaço, uma poesia ou texto de sua autoria (que não seja muito extensa).

Caminhos Mestre Tinga das Gerais Pelos caminhos do ouro Saga estrada real Sangue vertendo nas pedras Suor sobre a terra é sal As chibatadas do tempo Por entre serras é dor Sinas no colo do vento O sonho é só dissabor Canavial é o destino Ao ecoar dos tambores Nas catedrais choram os sinos Tirania dos senhores O corte na pele é profundo E o coração não se acalma A África é o meu mundo Favor libertar a minha alma.


Profile Style - Long Answer - Codigos Ning - Não Responda esta Questão -

39205000


Conquistas


Pontos ganhos: 1682
Recebido:
20 de Out de 2021
CPP