Minhas Atividade

Marcello Joaquim Pacheco agora é membro de Casa dos Poetas e da Poesia
Terça-feira

Meu Blog

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

  • Bem vindo!

  • Adm

    Para realizar uma postagem basta clicar na palavra Publicações no menu acima e na página que abrir no canto superior direito de sua tela, clicar em Adicionar um post ao blog, o restante é intuitivo.

    Seja bem e desejamos que faça lindas e boas amizades aqui.

  • Adm

  • SEJA BEM VINDO MARCELLO!

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Novembro 15


1) Qual o teu nome completo?

Marcello Joaquim Pacheco


3) Data de nascimento (não é necessário o ano)

15/11/1967


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

São Paulo


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Amor, vida e morte o ciclo que fundamenta a natureza, o inevitável viver


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Google


8) Está ciente que as poesias eróticas (caso as tenha), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

Sim


9) Concorda em participar e interagir conforme possa, com os demais membros nas atividades da Casa?

Sim


10) Está ciente que NÃO DEVE POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

Sim


12) Publique neste espaço, uma Poesia ou texto de tua autoria. (não precisa ser extensa/o)

Tristeza Nota comum a inúmeros textos, Sejam de prosa, ou poesias Invariável que sejam todos de amargor ou terror; Mas com certeza me refletem hoje o dia! Não é mau aquele que ofende à quem ama; É sim um bocado atrapalhado, abobalhado, que não sabe expressar amor; Pois ao não saber se compor na ordem do dia, agride e faz mau a quem ama; Faz da turba o mal agrado a quem queria agradecer e bendizer. O tempo da tristeza parece ser curto, mas se faz eterno, pois sempre se repete, tristeza e algo que às vezes se cultiva; Pois de amargura a ofensa o que só cresce é somente o ódio; Não há razão, mas no tempo parece que existe sempre presente, para tristeza trazer; A vida é um meio um caminho, sem volta, de cada vez estar mais próximo da morte. Ah! Tristeza que trás a amarga angústia e parece só aumentar o tempo de viver; Viver porque e para que? Viver só por você, Já bastaria, mas se não fosse sempre para lhe entristecer. Mas, se da tristeza que lhe trago lhe sufocar a vida, à vontade de viver, só posso me desejar à morte! Ah! Tristeza que só me trazes angústia; Antes, tristeza só trazia à morte, ainda, que assim a traga, mas tristeza para ti, não ,não quero não; Pois, se morrer põem fim a tristeza e leva embora a angústia, espero que lhe traga à felicidade que nunca consegui lhe proporcionar. Que morra! Ainda que sem paz! Marcello Pacheco


Minhas fotos

Conquistas pela participação


Pontos ganhos: 0

Minhas Discussões

Autor em tela

CPP