Meu Blog

Comentarios

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e da Poesia.

Join Casa dos Poetas e da Poesia

Comentários

This reply was deleted.

Sobre Mim

Aniversário:

Agosto 23


1) Qual seu nome completo?

Mario Sergio de Souza Andrade


3) Data de nascimento

23/08/1959


4) Local de residência (apenas Cidade, Estado e País)

Florianópolis - Santa Catarina - Brasil


5) Mini Currículo (trabalho, experiências, gostos e ou preferências, família, produção poético-literária...).

Não sou poeta, apenas desenho linhas complicadas sobre as questões da vida e do amor.


6) Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Recebi um e-mail


7) INSIRA em teu Perfil (não aqui) uma Foto (que mostre Você) para rápida aprovação

sim


8) Concorda que as poesias eróticas (caso as poste), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

não escrevo textos eróticos


9) Concorda em interagir conforme possa, com os demais membros participando e interagindo das atividades da Casa?

sim


10) Concorda em NÃO POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

sim


11) Deixe o Link do Facebook, Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://NÃO TENHO


12) Publique neste espaço, um ou até dois textos de tua autoria. (não precisam ser extensos)

A graça existe Nas páginas ilustradas da vida, Nas luzes das esquinas E mais onde houver borboletas voando. A graça existe Em tudo que consiste amor. Até na graça de pequenas lágrimas, Nos olhos infantis, ou nos sábios detalhes Dos olhares anciãos. Existe graça no destino Que brinca com o tempo E se esconde na nossa pele. Graça no dedilhar das cordas Sem ouvir o que a si mesmo toca, Deixando fluir somente a energia Que o dia lhe proporciona. Existe graça no que emociona, Nas coleções de risos adolescentes, Tomar banho nu nas nascentes, Acender um beijo na água fria E respirar esse beijo pela eternidade. Existe graça de verdade Nas páginas de um livro, Cada página virada, Uma palavra guardada, Quanta graça há nessa palavra! Há graça em qualquer movimento, Quando o vento derruba o inseto da folha, Quando a bolha flutua sobre essa folha, Quando a folha seca E é carregada aos quatro pontos cardeais. E que graça poder Aliviar a dor de outro peito Com seu jeito de acalmar a dor. Existe graça em suspirar perfumes E distribuir sabores. Na leveza dos cervos Que saltitam entre as árvores, Árvores que nos dão sombras, Sombras que nos dão frutos. Que alívio saber da graça Das mãos que enfeitam a poesia E trabalham por dias melhores. Não existe graça maior ou menor, Toda graça tem o seu valor, Neste inconstante universo A graça de um verso É poder ser inventado. Mas não existe graça maior Do que fazer amor De graça.


Minhas fotos

Autor em tela

Bate papo CPP

CPP