Live Support

Minha Página

Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post As Pessoas
"Obrigada, Sam! Acho que a Dolores descobrirá algumas coisas, mas não todas! A vida é um grande mistério!"
Há 14 horas
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post Mulher
"Obrigada, Luciana! Gostei de vê-la aqui!"
Há 14 horas
Alkas e Maria Dolores salmerão Fender agora são amigos
ontem
Maria Dolores salmerão Fender commented on ROSEMARIE PARRA's blog post VII FESTIVAL VIRTUAL DE POESIA EN EL DIA MUNDIAL DE LA POESIA 21/03/2017
"Poesia
Hoje é o Dia Universal Da PoesiaEssa musa encantadoraMísticaCheia de mistérioDe magia.A poesia é uma mulherE como tal imprevisívelE grávida de palavras.Palavras são seres ansiosos pela vidaPreenchem o corpo da mãe queridaQue desfila nua diant…"
Terça-feira
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post Aquela Flor
"Obrigada, amiga Márcia!"
Mar 18
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post Aquela Flor
"Obrigada, Valéria! Abraços!"
Mar 18
Maria Dolores salmerão Fender commented on Maria Dolores salmerão Fender's blog post Aquela Flor
"Obrigada, Ilario! Abraços, paz e Luz!!!"
Mar 18
Maria Dolores salmerão Fender posted a blog post
Aquela Flor Aquela flor que me olhavaE me embalava no sonho delaEra uma flor amarelaQue por mim se apaixonara. Estava sempre em meu caminhoParada no mesmo lugarCom seus olhos de pétalasÚmidos a me espiar. Comecei andar em círculosSomente para testar…
Mar 18
Maria Dolores salmerão Fender commented on ROSEMARIE PARRA's blog post VII FESTIVAL VIRTUAL DE POESIA EN EL DIA MUNDIAL DE LA POESIA 21/03/2017
"A Poesia
 
A poesia se vestiu de palavras
Sob a luz da lua cheia
Saiu pela aldeia
Buscando um leitor.
 
Sua roupa prateada
Iluminava o caminho
Acordava os passarinhos
Que de madrugada cantavam.
 
A poesia foi passando
Com os pássaros cantando
As flo…"
Mar 18
Maria Dolores salmerão Fender commented on ROSEMARIE PARRA's blog post VII FESTIVAL VIRTUAL DE POESIA EN EL DIA MUNDIAL DE LA POESIA 21/03/2017
"Amor de Poeta   Quando não escrevo nada Nada me alegra Alegra o meu coração Coração manhoso.   Manhoso como um bebê Bebê que quer colo Colo e carinho Carinho de quem ama.   Ama e afaga Afaga com versos Versos cheios de poesia Poesia que encanta.   E…"
Mar 18
Maria Dolores salmerão Fender commented on ROSEMARIE PARRA's blog post VII FESTIVAL VIRTUAL DE POESIA EN EL DIA MUNDIAL DE LA POESIA 21/03/2017
"Desculpe-me! Substituirei por outra!"
Mar 18
Maria Dolores salmerão Fender replied to Maria Dolores salmerão Fender's discussion Este teu olhar! in ImagPoesia
"Obrigada, Mena!"
Mar 17
Maria Dolores salmerão Fender replied to Maria Dolores salmerão Fender's discussion Este teu olhar! in ImagPoesia
"Obrigada, Angélica!"
Mar 17
Maria Dolores salmerão Fender commented on ROSEMARIE PARRA's blog post VII FESTIVAL VIRTUAL DE POESIA EN EL DIA MUNDIAL DE LA POESIA 21/03/2017
""
Mar 17
Maria Dolores salmerão Fender replied to Maria Dolores salmerão Fender's discussion Este teu olhar! in ImagPoesia
"Obrigada, Nieves!"
Mar 17
Maria Dolores salmerão Fender replied to Maria Dolores salmerão Fender's discussion Este teu olhar! in ImagPoesia
"Obrigada, Angélica!"
Mar 17
Mais…

Meu Blog

Meus Recados

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Casa dos Poetas e das Poesias.

Join Casa dos Poetas e das Poesias

Comentários

This reply was deleted.

Minhas Informações

Aniversário:

Mai 7


Qual seu nome completo?

Maria Dolores Salmerão Fender


Sexo?

Feminino


Data de nascimento

07/05/1952


Local de residência (apenas Cidade / Estado / País)

São Paulo/São Paulo/Brasil


Item fundamental para aprovação. Fale sobre você ((trabalho, experiências, gostos e ou preferências, familia, produção poético-literária....).

Esposa, mãe e avó. Flautista na Orquestra Silvia Luisada. Adoro Música, Literatura e tudo que é belo: Natureza, crianças, animais, chocolate. Gosto de escrever as poesias que surgem de repente em meu pensamento sem me prender as regras, coloco-as no papel do jeito que elas quiserem ficar. Escrevo no Recanto das Letras a aproximadamente 1 ano e no Clube das Letras faz três dias.


Quem o/a indicou para a Casa dos Poetas e da Poesia (ou como ficou sabendo desta)?Cite o nome da pessoa que a/o indicou ou convidou.

Edith Lobato


Insira uma Foto pessoal tua em teu Perfil. (recomenda-se foto no formato 'jpeg' no tamanho de 180 a 350 pixels)

Sim


Concorda que as poesias eróticas (caso as poste), devem ser postadas no Grupo de Literatura erótica?

Sim


Concorda em interagir conforme possa, com os demais membros participando e interagindo das atividades da Casa?

Sim


Concorda em NÃO POSTAR mais que 3 (três) Mensagens por dia no Blog Geral?

Sim


Deixe o Link de teu Facebook: (caso tenha)

http://www.facebook.com - Dolores Fender


Deixe o link do Recanto das Letras ou outro site onde possamos saber mais de você.

http://www.recantodasletras.com.br


Publique neste espaço, um ou até dois textos de tua autoria. (não precisam ser extensos)

Versos Limpos Gosto dos versos curtos Que caem na pia enquanto lavo louças Eu os lavo, enxáguo e enxugo no papel. Dolores Fender 30/11/2015 Mente Porque mentes? Em vez de flores De alegria Joga as sementes Da dor Da agonia Do terror! Mente Mentirosa Meu eu é teu? Porque não te domino? Sou tua escrava? Tua refém? Não mente! Sou dona de mim! Não vou deixar-te fazer assim Vou resgatar o meu eu Vou cuidar do meu jardim! Dolores Fender 19/06/2016


Minhas Fotos

Minhas Discussões

Este teu olhar!

Este teu olhar!   Este Teu olhar acorrentado Teu poder de prender o meu olhar Olhar que me enfeitiça Acorrentado em minha vida tu estás.   Este elo que nos une para sempre Que é a luz que ilumina o meu viver Nos teus olhos vejo a esperança Une-te a…

Saiba mais…

Entrega

Entrega   Entreguei-te minha esperança E os meus sonhos de criança A ti eu entreguei.   Entreguei-te só doçura E na minha alma pura As amarguras suportei.   Entreguei-te o meu carinho Teu amor foi tão mesquinho Só migalhas, eu ganhei.   Entreguei-te…

Saiba mais…

Mãe Terra

Da mãe Terra o ventre exposto Primeiro momento da gestação Imagino de Deus o rosto De orgulho e satisfação.   O rio que corre brotou da chuva O sol chegou e secou o chão O vento espalhou as sementes De animais e vegetação.   Terra virgem, mãe…

Saiba mais…

O Casamento

Chovia amor naquela noite fria Sob a sombra das gotas geladas O céu e a Terra se invertiam Na imagem no chão espelhada.   No vestido da noiva e no véu A pureza resplandecia E entre as rosas e os espinhos Um buquê de sonhos e fantasia.   E assim os…

Saiba mais…

Semente

  Semente     Vida escondida em tão pequeno grão Bagos dourados ao sol poente Até que a noite vem inteira e nua E o trigal abraça na escuridão.   O sol ardente do dia inteiro Bola de fogo incandescente Dá vez à lua prateada Brilho tímido, mas…

Saiba mais…
CPP